BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

Startups dos três estados da região Sul são vencedoras do Women on the Road

Data21/02/22
|CategoriaNotícias

Com apoio do BRDE, programa busca estimular startups lideradas por mulheres

Com o objetivo de apoiar o desenvolvimento de startups lideradas por mulheres, o programa Women on the Road já conhece as três empresas vencedoras. Ao se destacarem na etapa de imersão com workshops exclusivos e mentorias de outras empreendedoras, as startups Zoefertil (Rio Grande do Sul), Tech Pain (Santa Catarina) e Happy Track (Paraná) terão como prêmio a oportunidade de validar os seus modelos de negócio como integrantes do ecossistema de inovação do Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc). As atividades de validação seguem até o mês de novembro deste ano.

Com o apoio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), o programa recebeu inscrições de 50 startups fundadas ou cofundadas por mulheres de diferentes regiões do país. Todas as etapas do programa, lançado em MÊS do ano passado, foram desenvolvidas pelo Tecnopuc e Liga Ventures. O Women on the Road surgiu diante da necessidade em auxiliar a grande maioria das startups que são criadas por mulheres e que, por encontrarem dificuldades no processo de validação do modelo de negócio, não conseguem ultrapassar o estágio inicial.

Na avaliação da diretora de Operações do BRDE, Leany Lemos, a programa reafirmou os compromissos do banco em fomentar o empreendedorismo das mulheres também no segmento da inovação. “Se queremos uma sociedade com igualdade em termos de oportunidades e maior geração de renda, é preciso que nossas iniciativas estejam alinhadas com os critérios ESG e a Agenda 2030”, destacou. Ela destacou que o banco vem atuou em outros programas com a finalidade de ampliar a oferta de crédito para empresas lideradas por mulheres e, ao mesmo tempo, apoiar projetos inovadores.

Para a community manager do Parque, Daniela Carrion, a ideia de organizar um programa voltado ao desenvolvimento de empreendedoras foi empolgante. “Nossa intenção era construir um programa de mulheres para mulheres e fizemos isso num único final de semana. Contatamos muitas mentoras para ministrarem os workshops do programa, e a resposta era sempre positiva e cheia de entusiasmo”, recordou ela.

A partir desse olhar mais calibrado para as mulheres empreendedoras do nosso ecossistema, acrescentou Daniela Carrion, foi possível perceber que existem muitos exemplos de trajetórias de sucesso na região Sul, apesar do baixo percentual observado em reports nacionais e globais. “Queremos dar cada vez mais visibilidade aos projetos delas, e inspirar outras meninas e mulheres para o empreendedorismo inovador de base tecnológica”, destacou ela.

Ao lado das três vencedoras, as demais cinco startups que participaram da etapa de imersão igualmente poderão integrar a fase para validação dos seus modelos de negócio no ecossistema do Tecnopuc, com descontos de 75% dos custos.


Logo BRDE