BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

Série de reportagens comemora 15 anos do Espaço Cultural BRDE

Data19/06/20
|CategoriaNotícias

Material sobre arte, história, arquitetura e patrimônio estará disponível nos canais digitais do Banco. Série conta com professores, historiadores, artistas, pesquisadores, educadores e arquitetos.

 

No dia 21 de junho de 2020, o Espaço Cultural BRDE, o Palacete dos Leões,  comemora 15 anos. Entre as atividades programadas para celebrar esse momento, uma série de reportagens semanais sobre arte, história, arquitetura e patrimônio foi produzida pelo BRDE, em parceria com a Haus, e estará disponível em seus canais digitais.

As matérias resgatam os impactos da erva-mate sobre o desenvolvimento do Paraná em diferentes esferas, da econômica à cultural, e de como, das folhas da planta, brotou todo um bairro em Curitiba – o Alto da Glória.

É possível conhecer em detalhes a história da edificação e das diferentes fases do Palacete Leão Jr. que depois se transformou em Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões. São abordados os elementos da arquitetura eclética do seu exterior e interior, bem como as curiosidades e relatos históricos acerca do seu processo de tombamento e restauro.

A série conta com a participação de renomados professores, historiadores, artistas, pesquisadores, educadores e arquitetos buscando compreender a importância histórica do Palacete dos Leões e da atuação do Espaço Cultural BRDE no circuito artístico.

O PALACETE – Emblemática edificação localizada na Avenida João Gualberto, em Curitiba, o Palacete Leão Jr é um exemplar da arquitetura de estilo eclético do início do século 20. Projetado por Cândido de Abreu, a obra foi concluída em 1902 para ser a moradia da família de ervateiros proprietários da Matte Leão, o casal Maria Clara Abreu de Leão e Agostinho Ermelino de Leão Jr.

“O Palacete Leão Jr. representa um símbolo de uma época ou de um período importante na economia paranaense, que foi o ciclo da erva-mate”, analisa Dr. Luiz Carlos Borges da Silveira, diretor administrativo do BRDE. “É também papel das empresas criar o hábito de preservar e valorizar a cultura”, acrescenta.

Tombado como Patrimônio Histórico e Cultural em 2003, o Palacete Leão Jr. foi adquirido pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, em 2004. No ano seguinte, a instituição inaugurou o Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões, mantido e coordenado pelo próprio Banco, passando a ofertar uma programação gratuita de exposições e atividades relacionadas a arte contemporânea, arquitetura, história e patrimônio cultural.

OBRAS E EXPOSIÇÕES – Entre as diversas atividades ao longo de sua trajetória, o Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões recebeu obras e exposições de artistas contemporâneos como León Ferrari, Eliane Prolik, Fernando Lemos, Stefan Moses, Shirley Paes Leme, Paolo Ridolfi, Jair e André Mendes.

Em 2017, integrou o circuito oficial da Bienal Internacional de Arte de Contemporânea de Curitiba com o Pavilhão Anthony McCall e, em 2019, com Pangrafias. Sua parceria mais recente é com o Museu Paranaense para uma mostra com o acervo relacionado a erva-mate.

“O BRDE fez uma ótima opção ao adquirir o imóvel; desde 2005, quando este foi transformado em espaço cultural, passou a fortalecer o olhar do Banco para a cultura e a preservação, ao que se somaram outras ações. Dar este uso cultural ao Palacete Leão Jr. é devolver à sociedade aquilo que é um dever institucional, que é fomentar a economia”, ressalta Wilson Bley, diretor de operações do BRDE.

Serviço:
Como acessar: As postagens serão semanais e seguem até final de agosto nas redes sociais:
BRDE: @brdeoficial (Instagram) e www.facebook.com/brdeoficial (Facebook)
Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões@espacoculturalbrde (Instagram) e www.facebook.com/EspacoCulturalBrde (Facebook)


Logo BRDE