BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

Parceria de crédito entre BRDE e Fomento Paraná já alcança 924 pequenos negócios

Data09/02/22
|CategoriaNotícias

Parceiras no Sistema Paranaense de Fomento, instituições atuam em conjunto para ampliar acesso ao crédito para empreendedores e impulsionar a retomada da atividade econômica.

A Fomento Paraná completou neste mês a liberação de R$ 10 milhões captados junto ao Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) para operações de microcrédito. Os recursos atenderam 924 empreendimentos de todas as regiões do Estado entre informais, MEIs e microempresas e são parte da estratégia de compartilhamento de funding das duas instituições.

BRDE e Fomento Paraná integram o Sistema Paranaense de Fomento, em conjunto com a Invest Paraná. O sistema é parte de uma diretriz do Governo do Estado para estimular o ambiente de negócios paranaense e atrair investimentos para promover a geração de emprego e renda, que impactam positivamente na melhoria na qualidade de vida da população.

Ao longo de todo o período da pandemia as duas instituições financeiras foram muito acionadas e tiveram papel fundamental na oferta de crédito para manutenção de milhares de empreendimentos e agora dirigem as ações com foco na retomada da atividade econômica. Durante esse período as instituições trabalharam de forma organizada e complementar.

“Desde a implementação do Sistema Paranaense de Fomento desenvolvemos uma intensa cooperação com o BRDE, conforme determina o governador Carlos Massa Ratinho Junior”, explica o diretor-presidente da Fomento Paraná, Heraldo Neves. “Sendo instituições financeiras, temos uma sinergia muito grande. Participamos em conjunto em eventos e rodadas de negócio, podemos partilhar operações de financiamento e somos parceiros no programa Banco do Agricultor Paranaense, que são bons exemplos da parceria”.

Entre os empreendimentos beneficiados está o restaurante do empresário Ailton Trevisolo, localizado no bairro Boqueirão, em Curitiba. “Comecei há menos de dois anos, ainda na pandemia, e preciso me firmar para competir no mercado. O valor que eu contratei serviu para comprar matéria-prima e foi uma forma de reduzir custos”, diz.

Através do financiamento, Ailton fez investimentos que permitiram baixar os preços do cardápio. O retorno veio logo e com uma base de clientes crescente, ele contratou uma pessoa a mais para trabalhar no restaurante.

A maior parte dos recursos repassados pelo BRDE foi direcionado a operações de microcrédito do programa Banco da Mulher Paranaense. Ao todo foram 512 negócios administrados por mulheres beneficiados em todo o Estado.

As taxas de juros no microcrédito partem de 0,45% ao mês no Banco da Mulher Paranaense e 0,60% ao mês no Banco do Empreendedor e é possível obter garantias por meio do Fundo de Aval às Micro e pequenas Empresas (Fampe), uma parceria com o Sebrae.

Para o presidente do BRDE, Wilson Bley Lipski, a parceria em torno da oferta de recursos para a Fomento Paraná está apenas em seu início. “Queremos cada vez mais aproveitar a capilaridade da Fomento Paraná para fazer chegar os recursos do banco aos pequenos negócios em todos os municípios paranaenses”, afirma Bley.

Segundo ele há um limite total de R$ 30 milhões em aberto para novas iniciativas na parceria entre as duas instituições.


Logo BRDE