BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

Diretores do BRDE conhecem investimentos de cooperativas gaúchas

Data01/12/21
|CategoriaNotícias

Responsável pela realização de uma das maiores feiras do agronegócio do país, a Cotrijal – Cooperativa Agropecuária e Industrial é o ponto de partida de uma série de visitas de diretores do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) para conhecer projetos implementados com o apoio da instituição. A retomada da Expodireto de Não-Me-Toque, programada para o início de março do próximo ano e que chegará à sua 22ª edição, esteve em pauta no encontro da diretora de Operações do banco, Leany Lemos, e do diretor de Planejamento, Otomar Vivian, com os executivos da cooperativa, nesta quarta-feira (01/12).

A comitiva do BRDE foi recebida pelo presidente da Cotrijal, Nei César Manica, e pelo vice-presidente, Enio Schoreder. Depois de ter sua realização cancelada no ano passado por conta da pandemia, a Expodireto 2022 acontecerá no formato presencial, mas também oportunizará às empresas expositoras apresentarem seus produtos através de uma plataforma virtual.

Expodireto Cotrijal retoma formato presencial em 2022

O roteiro dos diretores do BRDE pelo interior gaúcho incluiu ainda nesta quarta-feira uma visita na sede da Cotribá, no município de Ibirubá. Ainda no mês de setembro, durante a 44ª Expointer de Esteio, foi assinado contrato de financiamento para implantação de uma nova fábrica de rações. A unidade terá capacidade de produzir, numa primeira etapa, 72 toneladas de ração por dia. 

 

Local da futura fábrica já recebe primeiras obras

Acompanhados do presidente da Cooperativa, Celso Leomar Krug, os diretores do BRDE conheceram o local das futuras instalações da fábrica de rações. O projeto está orçado em R$ 60 milhões, dos quais o BRDE está disponibilizando R$ 35 milhões em crédito.

Logística e Energia

Entre as maiores do país, com mais de 170 mil associados, a CCGL  é o primeiro compromisso da agenda de visitas nesta quinta-feira (2/12). Com diversos projetos já implementados em parceria com o banco, a cooperativa vem de um recente investimento na logística na exportação de grãos no Porto de Rio Grande. A unidade de logística da CCGL responde por 52% da movimentação de grãos no RS.

Também em Ijuí, o roteiro incluiu ainda um encontro com os executivos da Ceriluz, cooperativa de geração de energia que atende a quase 15 mil unidades em 23 municípios da região a partir de uma central geradora e pequenas centrais hidrelétricas que controla. No final do dia, haverá uma reunião com representantes do Grupo Frike/Balmer.

A geração de energia com fontes renováveis é um dos programas de desenvolvimento que o BRDE disponibiliza, alcançando cerca de R$ 129 milhões em operações neste ano apenas no estado. Entre as contratações, destaque para a implantação de uma pequena Central Hidrelétrica (PCH), no município de Tio Hugo. Projeto liderado pela Coprel – Cooperativa de Geração de Energia e Desenvolvimento, a unidade que vai ampliar a oferta de energia na região do Alto da Serra do Boticaraí terá financiamento do BRDE de R$ 96 milhões.

Na sexta-feira (3/12), os diretores do BRDE estarão conhecendo mais de perto a atuação da Coprel, numa reunião que deve ocorrer na unidade de Ibirubá ainda na parte da manhã.  Integram também a comitiva do banco o gerente Operacional da Agência de Porto Alegre, Paulo Raffin, o gerente de Planejamento, Alexander Leitzke, e o gerente da Região Norte, Alexandre Barros. 

NR. Esta publicação foi atualizada às 18 horas de 02/12

 


Logo BRDE