BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

Com duas exposições individuais, Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões dedica sua programação de março às mulheres na arte

Data03/03/20
|CategoriaNotícias

O Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões, em Curitiba, dedicou sua programação de exposições de março às mulheres na arte. Ao longo do mês serão inauguradas duas individuais: das artistas Cristina Agostinho e Carmen Fortes. Ambas as exposições são inéditas e contam com textos de mulheres que atuam no campo da curadoria e da crítica de arte.

 

A primeira mostra agendada é ASAS, da artista Cristina Agostinho e com texto da curadora, pesquisadora e crítica de arte Ana Rocha. ASAS abrirá nesta quarta-feira, 4 de março, apresentando pinturas, objetos e trabalhos bordados em seda. “Na exposição ASAS, Cristina Agostinho nos envolve em um conto onírico, cheio de símbolos e um vocabulário próprio, no qual os vestidos e as pinturas são costurados pela mitologia e pelo universo do feminino. Como o próprio título sugere, somos convidados a alçar voo em seu universo particular, a tecer uma relação com sua própria imagem e desenhos que a linha conduz sobre e através do tecido e a tinta sobre a tela.”, escreve Ana Rocha em seu texto crítico elaborado para a exposição.

 

A exposição MECANISMO, primeira individual da artista Carmen Fortes, será inaugurada na quinta-feira, 12 de março, na Sala da Torre. MECANISMO apresenta pinturas em acrílica numa exposição com texto crítico da pesquisadora e professora Astrid Façanha. “Ao reunir, no mesmo espaço, vestígios de um ambiente que embaralha passado e presente e revela o protagonismo de elementos triviais misturados a uma natureza deslocada de seu habitat, Carmen Fortes orquestra um conjunto caótico onde cada objeto tem seu espaço, mas também se sobrepõe um ao outro, em um jogo aleatório na composição pictórica. Não que o resultado seja mero fruto do exercício de olhar, é possível identificar um engajamento político na intenção inconsciente da artista que chama atenção para o consumo exacerbado, o descarte aleatório de objetos, a obsolescência programada, sem falar na presença desconcertante dos objetos inanimados como testemunhas de uma vivência ausente.”, analisa Astrid Façanha sobre o trabalho da artista.

 

 

Regularmente, o Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões realiza uma convocatória pública para selecionar projetos expositivos que passam a integrar seu calendário de atividades. “Há 15 anos, o Espaço Cultural BRDE no Paraná mantém uma programação de exposições de arte contemporânea, recebendo propostas artísticas de âmbitos local, regional e nacional, além de estabelecer parcerias com museus e outras instituições culturais”, explica Rafaela Tasca, coordenadora do Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões.  “É uma programação que celebra uma presença muito importante não somente de mulheres artistas, mas também de profissionais que atuam no campo da curadoria e crítica da arte.”, complementa Rafaela.

 

 

Sobre Cristina Agostinho

Natural de Portugal, Cristina Agostinho vive e trabalha em Maringá, PR. Formada em Artes Visuais na Belas Artes de Lisboa e pela FAAP – Fundação Armando Alvares Penteado, iniciou sua carreira artística na década de 1990 em São Paulo. Realizou exposições individuais e coletivas, entre as quais “Os treze” (Palácio dos Coruchéus – Lisboa,1989), “Cristina Agostinho e Sandra Cinto” (Casa Triângulo – São Paulo, 1993), “Imãs” (Casa Andrade Muricy – Curitiba, 2008) e “Estamos aqui” (MAC-PR, Curitiba, 2019). Seu trabalho “Bandeirola 4”  integra o acervo do Museu de Arte Contemporânea do Paraná.

 

 

 

Sobre Carmen Fortes

O interesse de Carmen Fortes pelo universo da arte remonta a sua infância quando reproduzia as obras de grandes mestres da pintura a partir dos livros de arte colecionados por seu pai. Em sua poética há referências aos vitrais medievais, à perspectiva renascentista, às vanguardas européias – em especial o Fauvismo e o Cubismo, ao Nouveau Realism francês e a Pop Art. Porém, é na pintura de gênero holandesa, com suas naturezas mortas e cenas extraídas da banalidade doméstica, que Carmen percebeu a possibilidade de uma reinvenção contemporânea desse gênero. Decidida a se dedicar exclusivamente à arte, ingressou no curso de Pintura da Escola de Música e Belas Artes do Paraná (Embap). Participou de coletivas, entre elas “Mulheres Artistas” (Museu de Arte de Cascavel, 2019) e do 44º Salão de Artes de Ribeirão Preto (2019) e XXV Salão Curitibano de Artes Visuais (2018). “Mecanismo” é sua primeira individual realizada em 2020 na Sala da Torre do Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões.

 

 

Sobre o Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões

Inaugurado em junho de 2005, o Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões, localizado em Curitiba, é mantido e coordenado pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul. Oferecendo uma programação gratuita, realiza exposições e atividades relacionadas à arte contemporânea, arquitetura, história e patrimônio cultural. Sua programação contempla um programa de exposições temporárias de artistas nacionais e de exposições em parceria com outras instituições culturais.

 

 

Serviço

 

Exposição “ASAS – Cristina Agostinho”

Com texto de Ana Rocha

Abertura: 04 de março de 2020, às 19h

Período expositivo: 05 a 31 de março de 2020

Local: Sala 1 e 2

 

Exposição “MECANISMO – Carmen Fortes”

Com texto de Astrid Façanha

Abertura: 12 de março de 2020, às 19h

Período expositivo: 13 de março a 30 de abril de 2020

Local: Sala da Torre

 

 

Local: Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões

Av. João Gualberto, 570 – Alto da Glória

Curitiba – Paraná

 

Horário de funcionamento:

De segunda a sexta, das 12h30 às 18h30

Entrada gratuita


Logo BRDE