BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

BRDE recebe Prêmio de Responsabilidade Social 2016

Data25/11/16
|CategoriaNotícias

Em cerimônia realizada na noite de quarta-feira (23), no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa do RS, o BRDE recebeu a maior distinção do Prêmio Responsabilidade Social 2016 – o Troféu Responsabilidade Social, na categoria Entidades Governamentais.
O diretor-presidente, Odacir Klein, ao receber o troféu destacou em primeiro lugar a dedicação dos colaboradores do BRDE na busca para amplificar a prática da Responsabilidade Socioambiental como fator de desenvolvimento e de combate às desigualdades.
“A competência do corpo técnico do BRDE propiciou este momento único, e que muito nos honra, que é ser reconhecido pela Assembleia Legislativa e por representantes de 14 entidades de diversos segmentos da sociedade. Também quero ressaltar a atuação do diretor de Planejamento, Luiz Corrêa Noronha, que liderou a implantação do Programa BRDE PCS – Produção e Consumo Sustentáveis. Graças a este programa, o BRDE buscou o melhor aproveitamento das linhas de crédito existentes e o desenvolvimento de novos produtos voltados ao apoio creditício para projetos sustentáveis”, ressaltou Klein.
 
Prêmio 
Instituído pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul no ano 2000, por meio da Lei 11.440, o Prêmio de Responsabilidade Social distingue ações de organizações públicas e privadas que atuam pelo bem estar social e preservação do meio ambiente. A premiação distribui o Troféu Responsabilidade Social, Troféu Tema Norteador – Destaque RS, Medalha de Responsabilidade Social e Diploma Mérito Social.
Parlamentares, autoridades e agraciados participaram da entrega de distinções para organizações que investem na cultura da responsabilidade social no RS, entre elas, o presidente em exercício da Assembleia Legislativa, deputado Adilson Troca (PSDB) e o coordenador da Comissão Mista do Prêmio de Responsabilidade Social de 2016, e representante da Federasul, Marcelo Gazen.
 
Comissão Mista PRS 2016 
A organização do Prêmio de Responsabilidade Social, bem como a escolha dos agraciados, é realizada por uma Comissão Mista, cuja composição, juntamente com a Assembleia Legislativa, reúne representantes de 14 entidades de diversos segmentos da sociedade: Associação de Dirigentes Cristãos de Empresas (ADCE); Associação Rio-grandense de Imprensa (ARI); Conselho Regional de Administração do RS (CRA-RS); Conselho Regional de Contabilidade do RS (CR-RS); Federação das Associações de Municípios do Ri Grande do Sul (Famurs); Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS); Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul (Federasul); Federação das Indústrias do Rio grande do Sul (Fiergs); Observatório de Responsabilidade Social das Universidades Brasileiras (ORSUB); Organização das Cooperativas do Rio grande do Sul (Ocergs/Sescoop); Organização parceiros Voluntários (PV); Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP); Serviço Social do Comércio (SESC) e Serviço Social da Indústria (Sesi).
 
Apresentações musicais
A solenidade de entrega do Prêmio de Responsabilidade Social de 2016 contou com as apresentações musicais do artista visual e arteterapeuta Gilberto Isquierdo, acompanhado da banda Lokavida e com o Coral e Orquestra do Instituto Popular de Arte e Educação – IPDAE.
 
 Histórico no BRDE 
Em 2002, foi constituído o “Núcleo de Responsabilidade Social”, com o objetivo de incentivar ações institucionais com impactos sociais e ambientais positivos para agentes com os quais o Banco interage.
 
Os princípios norteadores das ações de responsabilidade socioambiental do BRDE foram definidos pela Resolução nº 2.390, que instituiu a Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA).
São três os eixos principais da PRSA do BRDE:
1.Implantação da Agenda Ambiental do Setor Público (A3P);
2.Aprimoramento dos mecanismos de gestão do risco socioambiental;
3.Estruturação de um programa de financiamento a projetos de Produção e Consumo Sustentável (PCS).
Em outubro de 2015 o BRDE aderiu formalmente à A3P, de forma a absorver as melhores práticas consagradas nacional e internacionalmente.
Em novembro de 2015, lançamento do Programa BRDE PCS – Produção e Consumo Sustentáveis. O PCS organiza-se em torno de cinco eixos:
1.Uso racional e eficiente da água;
2.Gestão de resíduos e reciclagem;
3.Energias Limpas e Renováveis;
4.Agronegócio sustentável;
5.Cidades sustentáveis.
Dessa forma, o BRDE alinhou-se à agenda de desenvolvimento proposta pela Organização das Nações Unidas (ONU) e aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).
No plano social e de envolvimento do BRDE com as comunidades onde atua, salienta-se o uso dos mecanismos de renúncia fiscal para destinar recursos significativos a projetos sociais, culturais e desportivos que beneficiam diretamente crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiências.
 
Lei de Incentivos 
Além disso, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet, o BRDE investiu em ações e produtos culturais nos três estados, compreendendo que a cultura é também eixo valioso do desenvolvimento regional, geradora de ocupação e renda.
Em 2015, o BRDE apoiou 98 projetos da Região Sul autorizados para captação, sendo:

  • 52 pela Lei Rouanet
  • 10 pela Lei de Incentivo ao Esporte
  • 20 pelo Fundo da Infância e Adolescência (FIA)
  • 3 pelo PRONAS
  • 6 pelos PRONON
  • 7 por meio da Lei do Idoso

Ao todo foram aportados R$ 4,5 milhões.
 
FSA 
Promovemos apoio à economia criativa atuando como agente financeiro do FSA – Fundo Setorial do Audiovisual.
 
Ações com a comunidade interna 

  • Celebração do Dia Mundial do Meio Ambiente em junho – realizamos a Campanha de Conscientização de Consumo Racional de Energia Elétrica
  • Campanha de destinação correta dos Resíduos Recicláveis
  • Mostra Literária do BRDE com obras elaboradas por colaboradores
  • Outubro Rosa e Novembro Azul – prevenção e diagnóstico do câncer de mama e próstata.

Logo BRDE