BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

BRDE PROMOVE SUL é lançado em evento no Palácio Piratini

Data17/01/20
|CategoriaNotícias

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Ruy Irigaray, e o vice-presidente do BRDE, Luiz Corrêa Noronha, anunciaram, na tarde da quarta-feira (15/01), em Porto Alegre, a criação do Programa BRDE PROMOVE SUL. Realizado no Salão Alberto Pasqualini do Palácio Piratini, o evento foi prestigiado por autoridades, clientes, parceiros e equipe do Banco, com ampla cobertura de mídia.

A partir de um fundo gerado com recursos próprios do BRDE, serão destinados R$ 900 milhões para fomentar o desenvolvimento produtivo, sustentável e social nos três estados da Região Sul. Com base nas demandas identificadas pelos governos do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, foi elaborado o Plano de Aplicação que define as áreas financiáveis e os valores de aportes do Programa, em partes iguais para os três estados. Serão beneficiadas empresas, produtores rurais e cooperativas.

Geração de empregos e renda

Em seu pronunciamento, Luiz Noronha explicou o processo de diversificação de fundings, tanto nacionais como internacionais, que o BRDE vem conduzindo nos últimos anos para disponibilizar aos empreendedores da Região Sul linhas de financiamento com taxas e prazos adequados aos seus projetos de investimento.

“Esse período foi marcado também pela mudança estrutural do modelo de financiamento ao investimento do setor privado, com o BNDES reduzindo seu papel como agente de crédito”, relatou o vice-presidente do BRDE.

Nesse sentido, no momento em que os analistas econômicos apostam numa retomada do crescimento em 2020, a iniciativa do BRDE é relevante porque ampliará a oferta de crédito de longo prazo para aumentar a capacidade de investimento dos empreendedores em áreas prioritárias, com a consequente geração de mais empregos e renda.

Competitividade e empreendedorismo

“Estamos focados em tornar o Estado mais competitivo. Para isso, estamos investindo em logística, redução da burocracia e melhores condições tributárias. Mas para que os investimentos privados aconteçam é necessário que quem empreende tenha capacidade de alavancagem dos seus negócios. Por isso, esse programa é tão importante”, afirmou Eduardo Leite.

Para o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Ruy Irigaray, o BRDE PRMOVE SUL vem ao encontro das políticas públicas que o Rio Grande do Sul está implementando. “Durante muitos anos exportamos talentos. Agora, o momento é de acolhimento aos empreendedores e às boas ideias”, destacou Irigaray.

R$ 300 milhões para os gaúchos

No Rio Grande do Sul, serão R$ 300 milhões do BRDE para viabilizar projetos e sustentar o nível de investimento dos empreendedores. Dentre as prioridades estabelecidas para o Estado estão:

– projetos de modernização e expansão da atividade produtiva, contemplando investimentos em ativos fixos e capital de giro associado;

– projetos de inovação ou atualização tecnológica;

– ampliação da capacidade de armazenagem de grãos no Estado, com financiamento à modernização, expansão ou implantação de unidades de armazenagem construídas por cooperativas, empresas cerealistas ou produtores rurais;

– apoio a projetos sustentáveis com foco em geração de energias renováveis, tratamento de efluentes e de dejetos, compostagem e reciclagem, captação, armazenamento e distribuição de água.


Logo BRDE