BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

BRDE lidera ranking nacional em operações com recursos do BNDES

Data12/04/22
|CategoriaNotícias

Com um total de R$ 671,7 milhões em operações liberadas no primeiro trimestre deste ano, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) aparece nas primeiras posições no ranking nacional na utilização de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Líder absoluto entre todas as instituições que operam em parceria com o banco federal na Região Sul, incluindo instituições comerciais e cooperativas de crédito, o BRDE ocupa também a primeira posição em todo o país como agente financeiro do programa BNDES Automático, que financia investimentos fixos.

Na classificação geral em termos de recursos liberados junto ao BNDES, entre janeiro e março, o banco aparece em segundo lugar, ficando atrás apenas do Bradesco (R$ 1,4 bilhão), mas à frente de instituições como Itaú, Santander, Sicredi, Banco do Brasil e Banrisul. Neste período, o BRDE soma 5.728 operações aprovadas junto ao seu principal parceiro de funding. “Trata-se de um desempenho operacional muito forte e que demonstra o quanto o banco está atento aos desafios neste momento de retomada, auxiliando as empresas mais afetadas pela pandemia com capital de giro, mas atuando com força em projetos estratégicos, com forte impacto na geração de emprego e renda”, salientou a diretora de Operações do BRDE, Leany Lemos.

 

Nos estados

Do total das operações já desembolsadas  pelo banco nacional, cerca de R$ 566 milhões são para pessoas jurídicas, com destaque para as linhas de crédito destinadas à construção, ampliação de unidades e modernização do BNDES Automático.

O banco ocupa também o segundo lugar geral, quando o quesito é financiamento para pequenas empresas,especialmente pelo programa Juro Zero RS.  Através do programa que tem os juros do financiamento bancados pelo governo gaúcho, o BRDE já contabiliza mais de três mil contratações em dois meses desde que foi lançado, o que representa R$ 178,5 milhões disponibilizados para empresas de pequeno porte, microempresas e Microempreendedores Individuais (MEIs).

Em Santa Catarina, foram aproximadamente R$ 45 milhões no primeiro trimestre de 2022, especialmente alavancados por programas de Indústria, cooperativas agroindustriais, convênios com empresas e agronegócios. De acordo com o vice-presidente e diretor de Acompanhamento e Recuperação de Crédito, Marcelo Haendchen Dutra, o BRDE manteve sua essência em promover o desenvolvimento em todas as áreas com recursos do BNDES. “Prosseguimos com investimentos no agronegócio e na promoção de projetos sustentáveis e de inovação, principalmente em energias renováveis” , assegurou.

No Paraná, os valores chegaram a R$ 140 milhões nesse mesmo período, de recursos para Agronegócio, Energias Limpas e Renováveis, além do setor industrial.

“Dos R$ 4,1 bilhões dos financiamentos aprovados pelo BRDE no ano passado, o BNDES respondeu por 59,5%. Essa posição no ranking assegura ao BRDE a superação das metas orçamentária e gerencial, com a conquista de novos limites, a fim de garantir a movimentação da economia, a empregabilidade e atendimento à demanda de créditos”, analisou o presidente do BRDE, Wilson Bley Lipski.

 

CLASSIFICAÇÃO BRDE – OPERAÇÕES APROVADAS PELO BNDES

  • 2º Ranking Nacional (somente atrás do Bradesco)
  • 1º Ranking Região Sul
  • 1º Ranking Setor Público
  • 1º Ranking Nacional do BNDES Automático (projetos)
  • 2º Ranking Nacional de Crédito para Pequenas Empresas
  • 2º Ranking Nacional PAGF (Programas Agrícolas do Governo Federal)

 Fonte: Área de Operações e Canais Digitais do BNDES – Ranking dos Agentes Financeiros Agrupados (março de 2022)

 


Logo BRDE