BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

BRDE e Universidade Feevale firmam contrato para acelerar startups no Rio Grande do Sul

Data23/06/21
|CategoriaNotícias

A segunda edição do Programa BRDE LABS no Estado será conduzida pela Universidade, por meio do Feevale Techpark. As inscrições para startups interessadas abrem em julho

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e a Universidade Feevale assinaram contrato com o objetivo de realizar a segunda edição do Programa BRDE LABS, que promoverá a aceleração de startups com sede no Rio Grande do Sul. O reitor da Universidade, Cleber Prodanov, e a diretora-presidente do BRDE, Leany Lemos, celebraram a parceria na manhã desta quarta-feira (23/06), no Hub One Porto Alegre, a nova unidade do Feevale Techpark na capital gaúcha.

Estiverem presentes ao ato de assinatura e visitaram as instalações do Hub One o diretor de Planejamento do BRDE, Otomar Vivian; o diretor do Departamento de Gestão da Inovação da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do Estado do Rio Grande do Sul, André França; a diretora de Inovação da Feevale, Daiana de Leonço Monzon; a coordenadora do Feevale Techpark, Manuela Bruxel; o superintendente da agência do BRDE no Rio Grande do Sul, Paulo Raffin, e o gerente de Planejamento, Alexander Nunes Leitzke, que coordena o BRDE LABS no Estado.

Parceria promissora

Para a diretora-presidente do BRDE, Leany Lemos, essa nova etapa do BRDE LABS reafirma as diretrizes do banco em apoio ao desenvolvimento da região com foco na sustentabilidade e na inovação. “Ao completar 60 anos, o BRDE renova esses compromissos. Além de promover a aceleração de startups, estamos patrocinando fortemente a formação de jovens para um mercado da inovação cada vez mais promissor. Vamos impactar a economia e deixar um legado social”, acentuou a presidente.

Dentre outros concorrentes do ecossistema gaúcho, o Feevale Techpark teve sua proposta aprovada no processo de licitação. Segundo o reitor Cleber Prodanov, a parceria é muito importante, pois é uma conjunção de esforços no sentido de apoiar as startups, o que a Universidade Feevale já vem fazendo há bastante tempo, e acelerar o desenvolvimento do Estado. “Vamos fazer esse trabalho no Hub One Porto Alegre, que é uma unidade do nosso parque tecnológico, mas contribuindo com todo o ecossistema de inovação do Rio Grande do Sul”, afirmou. Para ele, essa é uma excelente condição para que a Universidade e o Feevale Techpark possam, ao longo do programa, trabalhar na aceleração de startups para solucionar os desafios propostos pelo BRDE e seus clientes.

André França, representando o secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia do Estado, Luís Lamb, cumprimentou o BRDE por seus 60 anos e afirmou ser muito significativo o lançamento da segunda edição de um programa de inovação num momento de transformação, de mudanças de paradigmas tecnológicos, organizacionais e ambientais. “Os bancos de desenvolvimento têm um papel relevante nessa transformação”, destacou. “É muito importante trabalharmos de forma coordenada. Que a gente junte esforços e tenha essa profusão de iniciativas com muito diálogo”, disse André França.

Empresas âncoras

Neste ano, foi introduzida uma inovação: empresas parceiras do BRDE participarão desde o início da aceleração na condição de “âncoras”, contribuindo com sua experiência para identificar gargalos e propor desafios que possam ser solucionados pelas startups. A aproximação das startups com empresas já consolidadas no mercado é um dos aspectos mais relevantes do BRDE LABS. Da mesma forma, a equipe técnica do banco trabalha de forma integrada com a equipe da Feevale durante a aceleração.

Serão priorizadas verticais como Agronegócio, Saúde, Indústria 4.0, IoT, Tecnologia da Informação, Logística e Meio Ambiente. As startups participantes do processo de aceleração (de 10 a 14) terão seu desempenho avaliado ao longo do programa. Ao final, as cinco melhor classificadas receberão premiação em dinheiro.

Sobre o BRDE LABS

Lançado em 2020 com a finalidade de fomentar inovação e desenvolvimento regional, o Programa BRDE LABS tem foco na gestão e na estruturação das startups, buscando alavancar recursos e parcerias que contribuam para o seu êxito operacional. Na primeira edição realizada no Rio Grande do Sul, o Programa teve 188 startups inscritas. Dessas, 30 participaram da etapa de pré-aceleração e 12 foram escolhidas para a aceleração desenvolvida entre agosto e novembro, 100% em meio virtual em função da pandemia. Foram premiadas as três startups que demonstraram o melhor desempenho, segundo a avaliação do comitê técnico e da banca: Palma Sistemas, DigiFarmz e Elysios se destacaram entre as finalistas por apresentarem soluções inovadoras, perfil empreendedor e evolução durante o programa.

Sobre o Hub One Porto Alegre 

A aceleração das empresas selecionadas pelo Programa BRDE LABS ocorrerá na unidade do Feevale Techpark em Porto Alegre (Rua Cândido Silveira, 198, Bairro Auxiliadora). Trata-se de um espaço que integra universidade e empresas para a criação de produtos diversificados e soluções conectadas com o mercado. O Hub é compartilhado com parceiros estratégicos para gerar negócios, fomentar projetos e desenvolver tecnologias, potencializando a cultura de inovação.

Foto: Eduardo Bettio/Universidade Feevale


Logo BRDE