BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

BRDE e FUNPAR vão trabalhar juntos no apoio aos municípios do Paraná

Data24/01/18
|CategoriaNotícias

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) assinou nesta quarta-feira (24), na sede da instituição em Curitiba, acordo de cooperação técnica com a Fundação da Universidade Federal do Paraná para o Desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Cultura (FUNPAR). O acordo prevê ações conjuntas de apoio técnico e creditício aos municípios paranaenses.
As ações são voltadas ao apoio a projetos de prefeituras destinados à modernização da administração tributária e melhoria da qualidade do gasto público. A proposta é apoiar também projetos de mobilidade, acessibilidade, saneamento e outros serviços públicos. A FUNPAR oferece serviços aos municípios, como a elaboração de planos diretor e de mobilidade, pré-requisitos para acessar diversas linhas de financiamento operadas pelo BRDE.
Assinaram o acordo o diretor-presidente do BRDE, Orlando Pessuti, o diretor de Operações João Luiz Regiani, e o diretor-superintendente da FUNPAR, João da Silva Dias. Como testemunhas, assinaram o documento a vice-reitora da UFPR, Graciela Bolzón de Muniz, e o diretor de Administração e Finanças da FUNPAR, Enio Fabrício Ponczek.
“Nosso interesse é ajudar o Estado a evoluir”, disse João Dias, ao lembrar as ações da FUNPAR na elaboração de planos diretores dos municípios e projetos de mobilidade urbana. “E o BRDE é o parceiro ideal nesse trabalho, por isso agradecemos a oportunidade dessa parceria, que certamente terá bons resultados”, acrescentou.
Pela parceria, após os projetos elaborados, o Banco entrará com o financiamento de obras e processos. “Hoje, BRDE e FUNPAR estão dando um abraço, tamanha a importância dessa parceria”, disse o diretor-presidente Orlando Pessuti. “O Banco costuma fortalecer as boas parcerias que dão resultados positivos”.
Pessuti citou como exemplo parcerias que resultaram em novas fontes de recursos para o BRDE, tornando, por exemplo, a instituição agente financeiro do Fundo Geral de Turismo (Fungetur). Um acordo entre o Banco e a Ocepar, no final de 2017, pode tornar o BRDE também operador do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé).
O diretor João Regiani lembrou que o BRDE mantém parcerias de sucesso com outras instituições financeiras e órgãos estaduais de desenvolvimento. “A FUNPAR se apresenta como um reforço nessas ações com parceiros e tenho certeza que, em conjunto, vamos atingir nossos objetivos, trabalhando pelo bem social do nosso Estado”.
Também acompanharam a assinatura do acordo o superintendente em exercício da Agência Paraná Sandro Hauser, o gerente Administrativo em exercício Sérgio Sato, a gerente de Planejamento, Tatiana Henn, a analista da Gerência de Planejamento Ronice Silveira, o professor Maurício Gobbi, do curso de Engenharia Ambiental da UFPR, e Bruno Kaesemodel, da Unidade de Captação da FUNPAR.
APOIO AOS MUNICÍPIOS
O Banco apoia municípios de toda Região Sul por meio dos programas BRDE Municípios, da linha PMAT Automático – para modernização da administração tributária – e Avançar Cidades, linha para projetos de mobilidade com recursos do FGTS.
Criado em 2015, o programa BRDE Municípios contribui para o aumento da capacidade de investimento dos municípios. Surgiu com três eixos principais de financiamento: Saneamento e Mobilidade Urbana; Infraestrutura social, urbana e rural e Desenvolvimento Institucional.
Em 2017, o programa foi ampliado e passou a contar com recursos do programa FINAME (BNDES/FINAME), do FGTS, da FINEP e outras instituições nacionais e internacionais de financiamento. Agora há mais opções de financiamento, contemplando operações tradicionais e novas fontes de recursos.
Um exemplo é o programa Avançar Cidades, do Ministério das Cidades, que tem o Banco como um dos agentes financeiros, utilizando recursos do FGTS. O BRDE é um dos agentes financeiros do programa.
O Avançar Cidades financia projetos voltados à melhoria da circulação de pessoas, incluindo qualificação viária, transporte público coletivo sobre pneus, transporte não motorizado e elaboração de planos de mobilidade urbana. Os recursos são oriundos do FGTS.
O BRDE financia pelo Avançar Cidades projetos de municípios com até 250 mil habitantes. São financiáveis: pavimentação de itinerários de transporte público coletivo urbano ou pavimentação de vias de um bairro ou de ligação entre bairros, vinculadas obrigatoriamente à execução de passeios com acessibilidade, microdrenagem e sinalização viária.
É possível também financiar obras de pavimentação, infraestrutura cicloviária, medidas de moderação de tráfego, iluminação pública, arborização, redes de abastecimento de água e redes de coleta de esgotamento sanitário.


Logo BRDE