BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

Apoio do BRDE valoriza o principal museu de arte do RS

Data17/10/21
|CategoriaNotícias

O longo dos últimos quatro anos o MARGS recebe recursos do Banco que permitem a realizações de exposições e qualificação do acervo

Criado em 1954, o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS) é o mais importante museu de arte do Estado e um dos principais do país. Seu acervo reúne mais de cinco mil obras diversas, entre pinturas, fotografias, esculturas, desenhos e outras. O MARGS é uma instituição pública e conta com apoio financeiro de parceiros, como o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), para dar seguimento ao importante papel de valorização da arte.

Com o apoio do banco desde 2017, o projeto ‘Plano Anual MARGS’ recebeu em torno de R$ 240 mil de incentivos fiscais O projeto é estruturado para dar continuidade aos trabalhos que já vêm sendo realizados pelo museu, tais como reparos de obras, manutenção interna, aquisições, elaboração de catálogos, realização de exposições, apresentações musicais e ações educativas com o objetivo de atrair o público para a visitar seu acervo. “Com a pandemia, foram acrescidas, a nossa programação, as atividades online”, destaca Ilita Patrício, tesoureira da instituição.

Museu voltou a receber público, mas seguindo protocolos de prevenção á Covid-19

Neste ano, grande parte do valor foi investido na exposição de retomada das atividades após a flexibilização das medidas de combate à pandemia, em catálogos e na garantia dos materiais necessários para o cumprimento dos protocolos. A reabertura, após as reformas de 2020 que foram também apoiadas pelo BRDE, ocorreu em maio deste ano e contou com duas exposições inéditas, ocupando oito galerias e o foyer do Museu.

 Valorização da arte

Por ser um processo de criação, fabricação ou produção de algo por sujeitos, a arte está sempre ligada à história da sociedade à qual ela pertence. Se um povo sem memória é um povo sem história, podemos compreender a importância de conservar e investir em acervos tão ricos quanto o do MARGS. Contribuir para que a cultura seja valorizada é o objetivo do BRDE ao ser um dos apoiadores do Plano Anual MARGS 2021.

“Sem esse apoio financeiro que recebemos, a gestão do MARGS seria praticamente impossível, porque as verbas públicas estão mais ou menos restritas. O que permite a vida e a manutenção do Museu são os patrocínios que a Associação de Amigos do Museu de Artes do Rio Grande do Sul Aldo Malagoli recebe. O BRDE é nosso fiel amigo há alguns anos, e, graças a ele, o museu continua funcionando”, destaca Ilita. A conservação permitiu, por exemplo, a abertura, em 2021, de uma exposição que repete a primeira da história do MARGS, que ocorreu em 1950, com as primeiras obras adquiridas e que estão na pinacoteca do museu.

Tal apoio possibilita o alcance dos objetivos estabelecidos pela gestão do MARGS: colecionar, catalogar, conservar, restaurar e exibir as obras. “O Museu se preocupa muito com a preservação e ampliação do seu acervo. Para isso, são necessárias ações que envolvam manutenção das obras presentes e aquisição de obras de arte por meio de compras com as verbas dos patrocinadores, as únicas que nós temos para este fim”, explica. Em 2021, o investimento do projeto foi utilizado para compra de novas peças. Além de preservar e ampliar o acervo, a atual gestão pretende viabilizar toda arte que tenha valor artístico, estético, histórico e cultural, seja brasileira ou estrangeira.

Serviço

O MARGS funciona de terça-feira a domingo, das 10 às 19 horas e possui entrada franca. Devido aos protocolos de combate ao Covid-19, o acesso às galerias é limitado em relação ao número de pessoas por ambiente e foram instalados dispensers de álcool em gel e medição de temperatura ao ingresso no prédio, localizado no Centro Histórico de Porto Alegre. É possível conferir a agenda completa de exposições em www.margs.rs.gov.br.

Incentivos Fiscais

O período de inscrições da seleção pública de projetos que terão apoio do BRDE em 2021 terminou na última sexta-feira (15/10). Agora os projetos serão avaliados por uma comissão específica e, depois de definas as propostas selecionadas, os repasses financeiros deverão ocorrer até o final do ano para as respectivas entidades.

Como agente de desenvolvimento social, econômico e cultural da região onde atua, o BRDE tem como política apoiar, através das leis de incentivos fiscais, diferentes projetos sociais, do esporte, da cultura e da saúde. A inciativa constitui parte de sua política de responsabilidade socioambiental e compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), aplicando de forma direta recursos no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.  No ano passado foram selecionados 106 projetos nos três estados, que totalizaram R$ 4,3 milhões. Desde 2015, foram ao redor de R$ 24 milhões de repasses.


Logo BRDE