BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

Agência do Paraná diversifica fonte de recursos em 2015

Data30/03/16
|CategoriaNotícias

No Paraná, um dos destaques operacionais de 2015 foi a diversificação de fontes de recursos disponibilizados para seus clientes

Os resultados do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE de 2015 foram divulgados na manhã de segunda-feira (28) com números positivos, incluindo um lucro líquido de R$ 263 milhões. A atuação da agência do Paraná em 2015 destacou-se pela diversificação da fonte de recursos e pelos investimentos em infraestrutura e avicultura.
O BRDE fechou o ano de 2015 com lucro líquido de R$ 262,99 milhões, o maior da história da instituição em seus 55 anos. A atuação da agência do Paraná destacou-se pela diversificação da fonte de recursos e pelos investimentos em infraestrutura e avicultura. A divulgação do lucro recorde da instituição aconteceu em coletiva de imprensa realizada no Palacete dos Leões em Curitiba, com a presença do governador Beto Richa.
No Paraná, um dos destaques operacionais de 2015 foi a diversificação de fontes de recursos disponibilizados para seus clientes. Foram fechados contratos com repasses não só do BNDES, mas também da FINEP, FGTS e FCO (Fundo Constitucional do Centro-Oeste).
“Em 2015, conseguimos fechar contratos com repasses não só do BNDES, mas também da FINEP, FGTS e FCO [Fundo Constitucional do Centro-Oeste. Isso é resultado do foco do banco em inovação e também pode ser observado pelas operações de infraestrutura de saneamento e nos investimentos no Mato Grosso do Sul, com recursos do FCO”, comentou o superintendente da agência do BRDE no Paraná, Paulo Cesar Starke Junior.
O diretor de Operações do Banco, Wilson Quinteiro, explicou que a diversificação tem sido muito positiva para a Agência Paraná. “Dos R$ 12 bilhões aplicados nos estados da Região Sul, R$ 5,2 bilhões estão hoje no estado do Paraná, o que representa 42% de tudo o que o Banco aplicou. E esse índice tem se mantido estável nos últimos anos”, disse Quinteiro.
O diretor Administrativo do BRDE, Orlando Pessuti, destacou a postura assertiva no crédito que resultou, em 2015, em baixa inadimplência, o que vem proporcionando ao BRDE uma estrutura de capitais sólida, demonstrada pelo Índice de Basiléia de 16,74, que mede a relação entre o capital próprio do banco e os riscos de crédito assumidos pela instituição.
“O número de 16,74 aponta para uma instituição com flexibilidade para definir suas estratégias de desenvolvimento e que otimiza sua capacidade de oferecer crédito, função primordial de um banco de fomento como o BRDE”, disse Pessuti. O índice de inadimplência de 30 dias fechou em 3,11% ao final de 2015, contra 2,54% registrado em 2014. O de 90 dias, mais usado pelo mercado, foi de 1,81% no fechamento de 2015, contra 3,36% do SFN.
 
DESTAQUES NO PARANÁ
Entre as operações de crédito de 2015 no âmbito do FGTS, destaca-se o financiamento de R$ 58,5 milhões para a ampliação e consolidação dos sistemas de esgotamento sanitário nos municípios de Matinhos e Pontal do Paraná, Litoral do Estado. O investimento no projeto será de R$ 252 milhões, em operação consorciada com a Caixa Econômica Federal, pelo programa FGTS – Saneamento para Todos.
Entre as operações com recursos do FCO, está o apoio ao desenvolvimento da avicultura no Mato Grosso do Sul, por meio do financiamento ao grupo paranaense Pluma. Foram firmados 10 contratos com o grupo, no valor total de R$ 16,07 milhões para a construção de 28 aviários. O BRDE é repassador de recursos do FCO desde 2011. Em 2015, aplicou R$ 59 milhões do fundo em 64 projetos.
Ainda no segmento de avicultura, o Paraná foi responsável pela contratação de R$ 393,20 milhões em 2015, com 269 contratos firmados. Isso corresponde a 25% de todas as contratações feitas pelo BRDE no Estado.
 
NÚMEROS DO PARANÁ
O BRDE tem atualmente mais de R$ 12 bilhões de seus ativos aplicados na economia da Região Sul, dos quais R$ 5 bilhões no Paraná, com prazo de retorno aproximado de 9 anos. Contribuiu para o resultado o aporte de R$ 200 milhões feito pelo Governo do Estado em 2014.
A Agência Paraná do BRDE bateu um recorde histórico em 2015, com a contratação de R$ 1,53 bilhão em financiamentos, superando com folga a meta de operações estipulada para o ano, de R$ 1 bilhão. As operações no Paraná em 2015 resultaram na criação de 7.505 postos de trabalho e na geração de R$ 390 milhões de ICMS.
Para 2016, a agência paranaense tem um orçamento de R$ 1,33 bilhão para financiar projetos de todos os segmentos do setor produtivo. As contratações devem ser puxadas por projetos do agronegócio, energia e infraestrutura para municípios.


Logo BRDE