NOTÍCIAS BRDE

Mostra Cidades Invisíveis abre no Espaço Cultural BRDE

Por: Imprensa - SC

Exposição reforça o valor da arte nas comunidades

A exposição coletiva Cidades Invisíveis abriu na noite de ontem (5), no Espaço Cultural BRDE.

Cerca de 50 visitantes passaram pela galeria para conhecer as obras dos artistas Thiago Valdi, Samuel Schmidt, Cris Trindade, Driin, Danka Umbert, Dogz, Fabiana Ludwig, Rica de Lucca, Jhasua Rodrigues e Juliana Scheuer.

O evento contou com música ao vivo do baixista Tie Bass e do baterista Paulo Steil, e participação da equipe voluntária do projeto social Cidades Invisíveis, vinculado à mostra. A exposição tem como objetivo dar visibilidade ao projeto, responsável por articular ações e iniciativas de inserção social por meio da arte a pessoas que vivem nas periferias da Grande Florianópolis.

O Espaço Cultural exibe Cidades Invisíveis até o dia 21 de dezembro, com obras nas técnicas pintura a óleo, aquarela, escultura, fotografia e trabalhos artesanais.

A mostra tem como tema a filosofia Africana “Ubuntu” que sustenta a cooperação e solidariedade entre as pessoas como a única forma de transformar o mundo, fazendo refletir sobre a ressignificação da vida moderna, e da relação entre indivíduo e comunidade.

O BRDE em parceria com a Rede Pampa e com apoio do Ministério Público do Rio Grande do Sul promoveu, durante toda a tarde de segunda-feira (3), no auditório do Ministério Público, em Porto Alegre, o Fórum ao Desenvolvimento Sustentável no Sul do Brasil. O evento que teve 500 inscritos, reuniu autoridades do setor público, privado e financeiro para debater, em três painéis, os problemas, soluções e expectativas sobre o desenvolvimento econômico do Estado, com foco em sustentabilidade.

VOLTAR