Artistas mineiras trazem o Cerrado ao BRDE - BRDE - Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul

NOTÍCIAS BRDE

Artistas mineiras trazem o Cerrado ao BRDE

Por: Imprensa - SC

Na noite de segunda-feira, dia 3, o Espaço Cultural BRDE deu as boas vindas a semana do meio ambiente e a exposição coletiva Coleção Palmae: topos de grandes folhas. A mostra reúne obras de diferentes técnicas de 5 artistas residentes em Minas Gerais, Andressa Boel, Beatriz Rauscher, Mariza Barbosa, Nikoleta Kerinska e Priscila Rampin.

O trabalho conjunto começou em um grupo de estudos na Universidade Federal de Uberlândia, onde elas enquanto alunas e professoras discutiam técnicas artísticas e realizavam experimentações. Todas já haviam trabalhado a temática da natureza em seus trabalhos individuais. Mariza Barbosa relata que uma de suas performances artísticas consistia em passar um tempo em baixo de uma árvore de Ipê, aguardando que as flores caíssem sobre a artista. A atitude, que poderia ser rotineira a todos que se dispusessem a observar a natureza com calma, acabava sendo inusitada, e chamando a atenção dos passantes, nesse universo da rapidez em que vivemos.

Andressa Boel conta que o estudo partiu da descoberta de que um pesquisador da Universidade mantinha várias de palmeiras de diferentes espécies, que chamava de coleção. A visita a este “acervo natural” motivou outras expedições por pequenas áreas de preservação do cerrado na região de Uberlândia, patrimônios naturais que abrigam além das plantas nativas, as principais bacias hidrográficas do país.

A exposição busca aproximar o público dessa natureza tão restrita, que vive em constante ameaça por conta dos longos períodos de seca e das queimadas. Beatriz Rauscher narra que em uma das visitas à floresta, uma queimada havia acabado de ser contida. As artistas encontraram pequenos tocos que antes foram enormes troncos carbonizados, e não deixaram de retratar esse momento em algumas das obras.

Para conhecer o Cerrado sem sair de Santa Catarina, visite a exposição Coleção Palmae: topos de grandes árvores no Espaço Cultural BRDE até 28 de junho. A visitação ocorre das 9h às 19h com entrada gratuita.



VOLTAR