BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

BRDE libera R$ 121,5 milhões em financiamento a empresas, instituições e produtoresais

Data12/04/17
|CategoriaNotícias

A Agência Paraná do BRDE assinou nesta quarta-feira (12), em solenidade com o governador Beto Richa, contratos de financiamento no valor de R$ 121,5 milhões com empresas e instituições dos setores de transporte, saúde e educação, distribuidora de livros, cooperativas e produtores rurais.
“O Banco tem sido um dos pilares do desenvolvimento do Estado, é um orgulho do Paraná, porque consegue fortalecer a economia, mesmo em um momento de crise nacional, e prover a necessidade do setor produtivo do Estado”, afirmou o governador.
Na solenidade, Richa também recebeu dos diretores do BRDE, Orlando Pessuti e João Luiz Regiani, o balanço de 2016 do banco, que aponta investimentos de mais de R$ 3 bilhões na Região Sul, dos quais R$ 1,160 bilhão no Paraná. Além disso, foi comemorada a entrega de R$ 60,6 milhões aos associados da Cooperativa Sicredi Campos Gerais, em 20 anos de parceria.
O governador destacou o papel do BRDE no desenvolvimento do Estado. “O BRDE contribui com o crescimento de muitos setores, como o agronegócio, educacional, de saúde. É importante essa capacidade do nosso banco de fomentar o crescimento econômico do Paraná, beneficiando as mais diversas áreas da economia”, afirmou.
Richa lembrou que o banco foi capitalizado em seu governo, com um aporte de R$ 200 milhões, que alavanca em sete vezes a capacidade de financiamento da instituição. “Conseguimos resgatar a confiança do empresariado e o Paraná voltou a ser uma terra promissora. Quem trabalha e produz riquezas e empregos merece nosso apoio”, completou.
O vice-presidente e diretor Administrativo do BRDE, Orlando Pessuti, afirmou que, mesmo com a crise econômica nacional, o resultado do banco no ano passado foi satisfatório. “É um balanço positivo, que traz números promissores para a economia paranaense e do Sul do País”, disse.
Os ativos totais do banco superaram R$ 16 bilhões no ano passado, explicou Pessuti. “Fechamos o ano com cerca de R$ 13,6 bilhões em ativos (créditos em circulação). A maioria deles, R$ 5,6 bilhões, está no Paraná”, destacou. “Apesar da crise, tivemos um lucro R$ 117 milhões, recurso que irá capitalizar o BRDE, podendo alavancar ainda mais a economia com novos financiamentos”.
Financiamentos – Os contratos de financiamento foram firmados com o Hospital do Rocio (Campo Largo); Colégio Marista Paranaense (Curitiba); TGA Transportes Gralha Azul; Livrarias Curitiba; Prefeitura de São José dos Pinhais; IR Silva – Supermercados e com o produtor rural Rogério Nogaroli.
O diretor de Operações do Banco, João Luiz Regiani, afirmou que os financiamentos ajudam o Paraná a se tornar um ponto fora da curva na economia nacional. “O BRDE é o banco que mais apoia o agronegócio do Paraná, mas também fomenta a indústria, o comércio, o setor de serviços e todos os segmentos da economia”, disse. “Mesmo em um momento de crise, temos as condições de promover um nível muito elevado de investimentos no segmento econômico”, ressaltou.
CONTRATOS E VALORES
Maternidade e Cirurgia Nossa Senhora do Rocio (Hospital do Rocio)- R$ 13.764.200,00 – Campo Largo
União Catarinense de Educação (Colégio Marista) -R$ 11.000.000,00 – Curitiba
TGA Transportadora Gralha Azul do Brasil – R$ 3.500.000,00 – Quatro Barras
Ampliação do Convênio com a Credicoamo – R$ 53.500.000,00 – Campo Mourão
Produtor Rogério Nogarolli – R$ 1.500.000,00 – Palmeira
IR da Silva Supermercado – R$ 4.000.000,00 – Pontal do Paraná
Prefeitura de São José dos Pinhais – R$ 6.210.000,00 – São José dos Pinhais
Livrarias Curitiba – R$ 28.029.000,00 – Curitiba
TOTAL: R$ 122.073.730,00
OS INVESTIMENTOS DE EMPRESAS E INSTITUIÇÕES
HOSPITAL DO ROCIO – O BRDE financiou a obra final de implantação de um moderno ambulatório da Maternidade e Cirurgia Nossa Senhora do Rocio (Hospital do Rocio), em Campo Largo, contíguo à nova sede do estabelecimento, uma área construída de 6.407,60 m².
O novo ambulatório tem 43 consultórios e sua capacidade de consultas por mês passará de 5 mil para 30 mil. O valor do projeto é de R$ 34,4 milhões, dos quais R$ 13,7 milhões financiados pelo BRDE. O Hospital do Rocio atende unicamente pelo SUS, principalmente com procedimentos de alta complexidade.

COLÉGIO MARISTA PARANAENSE
– Com apoio do BRDE, a Rede Marista de Colégios (Grupo Marista) no Paraná irá ampliar uma de suas unidades em Curitiba, o tradicional Colégio Marista Paranaense, com a construção de um prédio que será utilizado pelo Núcleo de Atividades Complementares (NAC), destinado tanto para os seus alunos quanto para a comunidade.
O diretor financeiro do Grupo Marista, Maurício Zanforlin, afirmou que o BRDE oferece as melhores condições para as empresas. “O Banco entendeu a nossa necessidade, olhando não apenas o aspecto financeiro, mas também para as nossas características para identificar a linha de financiamento mais adequada”, explicou.
O novo prédio terá auditório, salas para atividades extracurriculares e estacionamento coberto, totalizando mais de 13 mil metros quadros de área construída. Na mesma área, também serão construídas duas quadras de esportes. O valor da obra é de R$ 24,2 milhões, dos quais R$ 11 milhões serão financiados pelo BRDE.
A proponente do financiamento é a União Catarinense de Educação (UCE), entidade filantrópica que desenvolve projetos nas áreas educacional e de assistência social. O Grupo Marista atua nas áreas da educação – da escola à universidade – solidariedade, saúde e comunicação. Além disso, possui negócios suplementares que apoiam de maneira sustentável as iniciativas da instituição.

TGA TRANSPORTES GRALHA AZUL
– A empresa TGA Transportadora Gralha Azul do Brasil atua desde 1990 nos territórios nacional e internacional com transporte, armazéns gerais e operações logísticas. Tem unidades no Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Bahia e Pernambuco. Fora do País, atua na Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile, Peru e Bolívia.
Sua frota, considerando os veículos motores e sobressalentes, é composta por aproximadamente 300 veículos.
Atua na prestação de serviços de transportes de modal rodoviário, destinado à área industrial, atendendo principalmente transporte especializado para os setores químico, automobilístico e metal-mecânico. Para dar suporte ao crescimento da empresa previsto para os próximos anos, que inclui o aumento da sua atuação no Mercosul, a empresa obteve financiamento R$ 3,5 milhões no BRDE.
PRODUTOR RURAL – O BRDE está contratando R$ 1,65 milhão ao produtor Rogério Nogaroli, do município de Palmeira, para investir na expansão da atividade agrícola de sua propriedade, com a construção de duas estufas, com área total de 9.072 metros quadrados para cultivo de alface e tomate. A capacidade de produção mensal será de 10 mil quilos de alface e 8,5 mil quilos de tomate.
Nogaroli explicou que sem o apoio do BRDE não conseguiria expandir a sua produção. “Tentei financiamento em outros bancos e não consegui. Somente por intermédio do BRDE e do Sicredi isso foi possível”, contou. “Já trabalhamos com a produção de grãos e pecuária intensiva. Com o crédito, podemos ampliar nossa renda”, afirmou.
O produtor firmou parceria para fornecimento destes produtos à rede Madero de restaurantes. A produção se dará pelo sistema de cultivo protegido e, como a necessidade de fornecimento de água é constante, a estufa foi projetada de modo a reutilizar a água da chuva recolhida por calhas instaladas em toda a sua extensão, além de a propriedade ter poço artesiano. Com isso, ficam garantidos os níveis de produtividade e qualidade dos produtos. O projeto inclui ainda uma câmara de resfriamento para armazenagem dos produtos.
CONVÊNIO CREDICOAMO – O BRDE está ampliando em R$ 53,5 milhões o limite para financiamento a produtores rurais associados da Credicoamo. Com isso, o valor do convênio firmado em 2011 com a cooperativa passará dos atuais R$ 193 milhões para R$ 246 milhões.
O convênio coloca crédito agrícola de longo prazo à disposição dos produtores rurais cooperados da cooperativa Credicoamo para aquisição de maquinário agrícola diverso, utilizando recursos do BNDES e do Fundo Constitucional do Centro Oeste (FCO). O valor contratado no âmbito do convênio de 2011 até agora chega a R$ 186 milhões, por meio de 590 operações de crédito.
LIVRARIAS CURITIBA – Com a Distribuidora Curitiba de Papéis e Livros S/A, proprietária da Livrarias Curitiba, o contrato de financiamento é de R$ 28 milhões para construção de um novo centro de distribuição, de um centro administrativo da empresa e de novas lojas.
O grupo começou suas atividades em 1963, com a abertura de uma loja localizada na Rua Voluntários da Pátria, com apenas quatro funcionários. Hoje, a rede tem 27 lojas no Paraná, Santa Catarina e São Paulo e mais de mil colaboradores. Vende mais de 100 mil itens entre livros, papelaria e presentes, áudio e vídeo, informática e tecnologia. Está entre as dez maiores redes de livrarias do País.
PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS – Reforçando parcerias com os municípios do Paraná, o BRDE apoiará diversas obras de mobilidade, paisagismo e sinalização em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, com a liberação de R$ 6,2 milhões em financiamento.
Os recursos serão investidos na execução de 87 mil metros quadrados de pavimentação de via rural e urbana, construção de calçadas em CBUQ e de rampas para uso de pessoas com deficiências, plantio de grama, sinalização vertical e horizontal, serviços complementares e fixação de placa em obras.
IR SILVA – SUPERMERCADO – A empresa IR da Silva vai construir uma nova loja do Supermercado Quintetto no Balneário Shangri-lá, em Pontal do Paraná, com apoio do BRDE, que liberou R$ 4 milhões para apoiar o empreendimento. A nova unidade terá uma área construída de 2.392,50 mil metros quadrados e nove check-outs.
PARCERIA COM SICREDI CAMPOS GERAIS
Em 1997, foram contratados os primeiros empréstimos para associados da Cooperativa Sicredi Campos Gerais no âmbito da parceria com o BRDE. Desde então, foram realizadas 296 operações de crédito, que somam R$ 60,6 milhões. O presidente do Sicredi Campos Gerais, Popke Ferndinand der Vinne, explicou que a parceria com o BRDE permite o financiamento a 50 mil associados, a grande maioria agricultor.
“Para nós, o repasse de financiamentos do BRDE é muito importante, pois permite a fidelização de nossos associados. São recursos com baixo custo financeiro para o investimento de nossos produtores”, disse. “Tudo o que pedimos ao banco é prontamente atendido de forma rápida”, elogiou.


Logo BRDE