BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

BRDE financia R$ 1,19 milhão p/ projetos de inovação no PR

Data11/11/15
|CategoriaNotícias

A Agência Paraná do BRDE assinou, no último dia 11 de novembro, dois contratos de financiamento para projetos de inovação com as empresas Villa IT – Tecnologia da Informação, no valor de R$ 430 mil, e Allinsert Eletrônica Eirelli ME, no valor de R$ 763,7 mil.

A Villa IT atua no desenvolvimento de softwares de gestão para corretoras de seguro desde 1992. A empresa está desenvolvendo um sistema de gestão online (SocialCor), em conjunto com uma plataforma colaborativa (MeuSeguroNovo). O SocialCor, atuando em conjunto com o MeuSeguroNovo, fornecerá ao corretor de seguros uma ferramenta de captação de clientes e divulgação de serviços.

O diretor da Villa IT, Marcos Villa, destaca a importância do apoio do BRDE para que a empresa continue inovando. “O norte de nossa empresa é a inovação, então sempre buscamos desenvolver ferramentas e soluções que busquem a inovação”, diz. “Na área em que atuamos, os mais rápidos se destacam. Esta parceria com o BRDE vai acelerar muito este projeto, fazendo com que a empresa saia na frente no mercado”.

A Allinsert atua há dez anos na montagem de placas e produtos eletrônicos (prototipagem e escala industrial), além de consultoria e suporte de desenvolvimento de novos produtos e layout de Placas de Circuitos Integrados (PCIs). Atualmente, funciona em dois galpões industriais alugados, de 890 metros quadrados de área, e conta com três linhas de montagem. A empresa alugou mais três galpões, com uma área estimada de 3.334 metros quadrados, para transferir as atuais linhas de montagem e implantar uma quarta linha, o que demandará a compra de novos equipamentos.

“Neste momento difícil que o País passa, precisamos dar mais condições para que a empresa cresça”, afirma o gerente da All Insert, Jones Cattani. “Nós, empresários, queremos gerar empregos, trazer desenvolvimento e fazer com que a situação melhore. Para crescer em um período difícil, precisamos de fomento e um auxílio como este. Não tem como crescer sem instrumentos que viabilizem o crédito”, avalia.


Logo BRDE