BRDE

  • Contato

SALA DE IMPRENSA

BRDE destinará R$ 600 milhões para o Plano Safra gaúcho

Data29/06/17
|CategoriaNotícias

O Plano Safra Estadual 2017-2018 iniciou com o anúncio de recursos recordes, na ordem de R$ 3,2 bilhões, destinados pelo Sistema Financeiro Gaúcho, formado pelo Banrisul, Badesul e BRDE. O evento foi realizado no Palácio Piratini, na quarta-feira (28/06).
O montante estará à disposição nas três instituições a partir de 1º de julho, oportunizando aos agricultores começarem já a planejar a safra de verão. Nos últimos dez anos, o BRDE destinou mais de R$ 4 bilhões em favor do agronegócio gaúcho. No Plano Safra 2017/2018, serão R$ 600 milhões.
O lançamento do Plano Safra foi feito pelo governador José Ivo Sartori, em cerimônia que contou com a presença de produtores rurais, dirigentes e representantes de cooperativas, prefeitos e secretários de Estado, além dos presidentes do Banrisul e Badesul.
Pelo BRDE, participou o diretor-presidente Odacir Klein que falou em nome das demais instituições financeiras. Ele destacou que o Banco esta à disposição dos agricultores para viabilizar as operações relacionadas a projetos de irrigação e de armazenagem; aquisição de máquinas e equipamentos; pesquisas e tecnologia; obras civis; e projetos sanitários e ambientais. “Somos parceiros na busca da retomada do desenvolvimento da economia do Rio Grande do Sul”, afirmou Klein.
O presidente do BRDE destacou ainda a iniciativa das cooperativas em investir na armazenagem de grãos. “Os dois contratos que assinamos hoje são exemplos disso. A armazenagem é a primeira das infraestruturas porque evita os congestionamento nas rodovias, alivia as filas em portos. É fundamental para comercializar o produto com segurança e por maior período”, ressaltou Klein, acrescentando que o pequeno produtor não tem condições de fazer armazenagem suficiente e, por isso, ao financiar as cooperativas abrem-se condições para atingir todo esse universo de produtores.
BRDE e COASA
No lançamento do Plano Safra gaúcho, o BRDE e a Cooperativa Agrícola Água Santa – Coasa, com sede no município de Água Santa, assinou contrato de financiamento no valor de R$ 10.103.480,00.
Conforme o presidente da Cooperativa, Orildo Belegante, o financiamento é para a instalação de duas novas unidades de recebimento de grãos – armazenagem: uma no município de Lagoa Vermelha e outra no município de Santo Antônio do Palma, ampliando a sua capacidade estática de recebimento de grãos em 27.000 toneladas. Parceira do BRDE desde 2014, a Coasa recebeu o financiamento através do Programa BNDES/Pronaf Agroindústria PJ.
BRDE e COTRIJUC
Outro contrato de financiamento assinado com o BRDE durante a cerimônia de lançamento do Plano Safra 2017/2018 foi com a Cotrijuc -Cooperativa Agropecuária Julio de Castilhos, representada por seu presidente, Caio Cezar Fernandes Vianna.
O BRDE, parceiro da Cotrijuc há 34 anos, financiou R$ 4.657.041,00 (100%) do projeto de ampliação da capacidade de recebimento de grãos da unidade Sede de Júlio de Castilhos em 200.000 sacas, com a substituição de equipamentos antigos e a instalação de dois novos silos com capacidade para armazenar 5.947 toneladas cada um.
Linhas do BRDE
O BRDE trabalha com todas as linhas de investimento do BNDES (Moderfrota, Moderagro, Moderinfra, ABC, PCA, Inovagro, Pronamp, Prodecoop, Procap-Agro e Pronaf).
O presidente Klein observou que houve redução de juros de 1% a.a. nas linhas de custeio e de investimentos e de 2% a.a. nos programas prioritários, como o Programa para Construção e Ampliação de Armazéns/PCA e Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária/INOVAGRO.
“Para olivicultura e pecanicultura houve aumento dos prazos de financiamento para até 12 anos, com até oito anos de carência, a exemplo do que já havia para cultura de dendê. Essas culturas contam com todo o empenho do Governo do Estado e o BRDE está atendendo as demandas do setor”, destacou o presidente.
Em 2016, a Agência do Rio Grande do Sul havia contratado R$ 89 milhões para armazenagem. Neste ano, até o mês de junho, já foram contratados aproximadamente R$ 100 milhões.


Logo BRDE