BRDE

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) assinou nesta sexta-feira (7), em Curitiba, contratos de financiamento no valor de R$ 100 milhões com duas das maiores cooperativas de produção do Paraná, a Castrolanda, com sede em Castro, Região dos Campos Gerais, e a Copacol – Cooperativa Agroindustrial Consolata, de Cafelândia, no Oeste Paranaense. Os contratos foram assinados durante o Encontro Estadual de Cooperativistas Paranaenses, promovido pelo Sistema Ocepar. São R$ 50 milhões para cada cooperativa, com recursos Prodecoop – Programa de Desenvolvimento Cooperativo para a Agregação de Valor à Produção Agropecuária.
Os contratos foram assinados pelo presidente do BRDE, Orlando Pessuti, e os presidentes da Castrolanda, Frans Borg, e da Cooperativa Copacol, Valter Pitol. “A história do BRDE está fortemente ligada à história do cooperativismo paranaense. O Banco acompanhou o surgimento e a expansão de cooperativas que hoje são modelo e referência dentro e fora do país em organização e resultados”, afirmou Pessuti. O encontro de cooperativistas reuniu 1.500 pessoas no Teatro Positivo.
A Castrolanda investirá os recursos em dois grandes projetos: a implantação de uma fábrica de leite em pó integral, com capacidade de produção de 3 mil kg/hora, em Castro, e de uma nova UPL (Unidade de Produção de Leitões), com capacidade de alojamento de 6.500 matrizes e produção semanal de 3.750 leitões, no município de Piraí do Sul. A nova UPL será implantada em intercooperação com as cooperativas Capal e Frísia. “Nós estamos financiando projetos iniciados há dois anos. Colocamos o pé no freio, aguardando o que iria acontecer com nosso ambiente no Brasil, mas agora, neste plano safra 2018/19, achamos por bem captar esses recursos por meio do BRDE e Banco ABC”, informou o presidente da Castrolanda, Fras Borg.
A Copacol irá ampliar o abatedouro de aves localizado em Cafelândia, que passará a ter capacidade para processar 360 mil aves por dia. O presidente da cooperativa, Valter Pitol, destacou a parceria de longa data com o banco. “O BRDE sempre foi um agente repassador de recursos para investimento das cooperativas, o que é extremamente significativo pois tem proporcionado nosso desenvolvimento. E com esses recursos do contrato que assinamos hoje vamos melhorar a infraestrutura industrial e, com uma estrutura nova e moderna, dar condições de impulsionar as exportações para o mundo inteiro”, afirmou.
Pitol disse também que os investimentos vão também gerar novos empregos. “Hoje temos em torno de 4 mil funcionários naquela planta e há necessidade de aumentarmos a contratação de colaboradores para aumentar a produção, a riqueza e a oportunidade para o cooperado na produção de frangos”.
Contratações com cooperativas – Em 2018, o BRDE realizou a contratação de mais de R$ 400 milhões junto às cooperativas paranaenses e seus cooperados, sendo maior parte por convênios realizados com cooperativas de produção agropecuária e cooperativas de crédito.

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) está reforçando o apoio às prefeituras paranaenses. Nesta quinta-feira (6), em Foz do Iguaçu, o Banco assinou acordo de cooperação técnica com a Associação dos Municípios do Paraná (AMP), criando um canal de comunicação permanente com a entidade. O acordo foi assinado durante o Encontro Paranaense de Gestores Municipais, promovido pela AMP, com apoio do BRDE.
A proposta do acordo é ampliar a divulgação das linhas do BRDE nos municípios e auxiliar na elaboração de projetos que possam receber investimentos. Acompanharam a assinatura a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o governador eleito Carlos Massa Ratinho Júnior.
O BRDE assinou também durante o encontro de gestores protocolo de intenções com as prefeituras de Maringá, Londrina e Paranavaí, para financiamento de projetos voltados às áreas de segurança pública e cidades inteligentes. Os três projetos somam investimentos que superam R$ 100 milhões.
“Para o BRDE, a parceria é uma forma de aproximar ainda mais a instituição dos municípios, onde vivem as pessoas, e onde o banco pode alavancar investimentos que promovam o desenvolvimento econômico e social, gerando emprego, renda riquezas”, afirmou o presidente do BRDE, Orlando Pessuti.
Pessuti lembrou que o Banco vem ampliando sua atuação, principalmente a partir da capitalização feita pelos governos dos três estados, que alavancou investimentos da ordem de R$ 600 milhões na Região Sul, até chegar à criação do BRDE Municípios, para atendimento do setor público, que prevê, além de financiamento, assistência técnica.
“Vivemos um momento histórico no BRDE, quando o banco se coloca uma posição bastante afirmativa ao lado dos municípios”. Temos uma equipe altamente qualificada no BRDE, que deve ser demandada, inclusive para ajudar na elaboração de projetos locais e regionais”, acrescentou Pessuti.
“Temos o BRDE como um parceiro importante, pela sua estrutura e proximidade com os municípios. Essa parceria estreita o relacionamento dos municípios com o banco, que tem todas as condições de dar suporte aos gestores municipais para que possam fazer um trabalho melhor ainda”, afirmou o prefeito de Coronel Vivida e presidente da AMP, Frank Schiavini.
Cidades inteligentes e seguras – O BRDE também participará da implantação de projetos de segurança pública e outras ações na área de cidades inteligentes nos municípios de Londrina, Paranavaí e Maringá, que juntos somam investimentos de mais de R$ 100 milhões.
Assinaram os protocolos de intenções com o BRDE o prefeito de Maringá, Ulisses Maia, o prefeito de Paranavaí, Carlos Henrique Gomes, e o secretário de Defesa Social de Londrina, Evaristo Kuceki, representando o prefeito Marcelo Belinati.
“É uma parceria muito importante para implantação do projeto Maringá Cidade Segura, que prevê numa primeira fase a instalação de mil câmeras de vídeo. Será um monitoramento diferenciado, com o que há de mais moderno em tecnologia na questão de segurança”, disse o prefeito Ulisses Maia.
“Precisamos sem dúvida da Guarda Municipal, da Polícia Militar, mas hoje bons resultados em segurança obtemos através de monitoramento. O projeto inclui também ações nas áreas de cidade inteligente e sustentável”, destacou o prefeito de Maringá.
Encontro – O Encontro Paranaense de Gestores Municipais reúne prefeitos, vice-prefeitos, secretários e gestores municipais, autoridades do Governo do Estado, técnicos do Tribunal de Contas do Paraná e parlamentares. O BRDE é um dos patrocinadores do encontro de gestores e participa do evento com estande e equipe técnica para atendimento de futuros clientes.
Sãos temas do encontro: ODS – O Pacto Global da ONU e o futuro dos municípios; governança municipal; improbidade administrativa; Parcerias Público-Privadas (PPPs); o novo financiamento público da educação; captação de recursos e prestação de contas – regras de sucesso; terceirizações na área de saúde e Agenda Municipalista do Paraná.

BRDE e ANCINE tornam pública a ata de resultado final da Chamada Pública PAR – Prêmio Adicional de Renda 2017/2018. As empresas contempladas deverão realizar, no prazo máximo de 60 (sessenta) dias, contados a partir desta data, o envio da documentação na forma e quantidade descrita no Anexo B – Documentos de Contratação.
 
Acesse aqui a página desta Chamada.

Exposição reforça o valor da arte nas comunidades

A exposição coletiva Cidades Invisíveis abriu na noite de ontem (5), no Espaço Cultural BRDE.

Cerca de 50 visitantes passaram pela galeria para conhecer as obras dos artistas Thiago Valdi, Samuel Schmidt, Cris Trindade, Driin, Danka Umbert, Dogz, Fabiana Ludwig, Rica de Lucca, Jhasua Rodrigues e Juliana Scheuer.

O evento contou com música ao vivo do baixista Tie Bass e do baterista Paulo Steil, e participação da equipe voluntária do projeto social Cidades Invisíveis, vinculado à mostra. A exposição tem como objetivo dar visibilidade ao projeto, responsável por articular ações e iniciativas de inserção social por meio da arte a pessoas que vivem nas periferias da Grande Florianópolis.

O Espaço Cultural exibe Cidades Invisíveis até o dia 21 de dezembro, com obras nas técnicas pintura a óleo, aquarela, escultura, fotografia e trabalhos artesanais.

A mostra tem como tema a filosofia Africana “Ubuntu” que sustenta a cooperação e solidariedade entre as pessoas como a única forma de transformar o mundo, fazendo refletir sobre a ressignificação da vida moderna, e da relação entre indivíduo e comunidade.

BRDE e ANCINE tornam público o lançamento do Edital da Chamada Pública BRDE/FSA Concurso Produção para Cinema 2018 – Coprodução Portugal-Brasil. O período de inscrições para a Chamada será de 06/12/2018 a 04/02/2019.
 
Acesse aqui a página desta Chamada.

BRDE e ANCINE tornam pública a ata de retificação de recursos e o resultado final das propostas indicadas para a avaliação da Comissão de Seleção da Chamada Pública BRDE/FSA PRODAV 03/2017.
 
Consulte aqui a página desta Chamada.

BRDE e ANCINE torna pública a ata de resultado final da etapa de habilitação das propostas da Chamada Pública BRDE/FSA TV’S Públicas 2018.
 
Acesse aqui a página desta Chamada.

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) assinou acordo de cooperação técnica com a Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação do Paraná (Assespro/PR). A parceria prevê ações conjuntas de apoio técnico e creditício a empresas inovadoras.
O acordo beneficiará as empresas associadas a ter uma opção de crédito mais próxima e vantajosa para que possam financiar seus projetos inovadores. Aliada ao empreendedorismo, a Assespro promove a inovação há mais de 35 anos, além de facilitar o acesso das empresas a recursos e informação, sempre abrangendo as tendências tecnológicas da área.
Pelo acordo, a Assespro apresentará às empresas de TI associadas soluções de financiamento oferecidas pelo BRDE para os investimentos que tenham a realizar e prestará assistência na elaboração de projetos. Para isso, o BRDE capacitará a equipe própria da Assespro para elaboração e envio de projetos das empresas associadas. A capacitação já teve início.
Para o BRDE, o acordo de cooperação com a Assespro permitirá a prospecção de novos clientes na área de inovação e o recebimento de projetos melhor elaborados, aumentando assim o nível de aprovação dos pedidos.
Inovação – Com o objetivo de fortalecer a inovação no ambiente produtivo do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, oferece financiamentos de longo prazo para empresas e projetos inovadores com juros, condições, tarifas e acompanhamento diferenciados.
O programa de inovação do BRDE conta com três formas de apoio: financiamento de projetos de inovação em produto, processo ou modelos de negócio; financiamento de investimentos para empresas com histórico inovador; e um fundo de participação, o Criatec 3, que capitaliza empresas em estágio inicial com perfis inovadores.
Saiba mais sobre as linhas de financiamento do BRDE para a área de inovação. Entre em contato com o Banco e solicite um atendimento pelo endereço: www.brdepr@brde.com.br ou ligue para a Agência Paraná: (41) 3219-8150.

O BRDE comunica que foi publicado o tutorial do Sistema FSA aos Agentes Econômicos no site do FSA. O tutorial tem por objetivo auxiliar os agentes econômicos no cadastramento das empresas e dos projetos, dando um passo a passo com dicas para o preenchimento do cadastro da empresa, cadastro dos projetos e o acompanhamento dos mesmos no Sistema FSA.
 
Acesse aqui o tutorial elaborado.

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) formalizou nesta segunda-feira (26) contrato financeiro com o Banco Europeu de Investimentos (BEI) no valor de 80 milhões de euros (R$ 353 milhões) para financiar projetos com foco em energia renovável, eficiência energética e mobilidade urbana no Paraná, Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.
A assinatura do contrato foi no Palácio Iguaçu, com a presença da governadora Cida Borghetti, do diretor-presidente do BRDE, Orlando Pessuti, do diretor de Operações, Guilherme Guerra, e do executivo-sênior do BEI para o Brasil e América Latina, Alexandre Staff Varela. “Este contrato demonstra que o Paraná e o BRDE estão comprometidos com a modernização, a sustentabilidade e a inovação”, afirmou a governadora Cida Borghetti.
O contrato como Banco Europeu é resultado dos entendimentos que foram iniciados em 2017, quando o BRDE recebeu a visita técnica do BEI no Brasil. A aproximação com a instituição se deu especialmente pelo reconhecimento da Política de Responsabilidade Socioambiental do BRDE na contratação de operações financeiras através de programas como o BRDE PCS (Produção e Consumo Sustentáveis).
“A nossa parceria só pode ser concluída porque o banco cumpre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Os projetos a serem financiados devem seguir essa linha, que é uma das prioridades do BEI na região”, disse o executivo-sênior do BEI Alexandre Varela.
Varela disse também que os projetos elegíveis devem seguir as políticas de avaliação ambiental, social e de licitação do banco. “O BRDE é a primeira instituição financeira com quem o BEI faz uma operação destinada a energias renováveis e eficiência energética”, disse.
O presidente Orlando Pessuti destacou a atuação do BRDE como o maior financiador de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) e de Centrais de Geração Hidrelétrica (CGHs) no Paraná. “Com mais este recurso, poderemos investir mais em projetos de energias renováveis, seja através da iniciativa privada ou por meio de projetos com foco em eficiência energética e mobilidade urbana nas cidades da região Sul”.
Pessuti afirmou também que a parceria com o BEI é um importante avanço no objetivo estratégico de diversificação de fundings, ampliando as alternativas do BRDE ao Sistema BNDES, além de reafirmar o compromisso do banco com o desenvolvimento econômico e socioambiental sustentável.
Participaram da solenidade os secretários estaduais do Desenvolvimento Urbano, Silvio Barros; do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antonio Carlos Bonetti; da Agricultura e Abastecimento, George Hiraiwa, e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Décio Sperandio; o diretor-geral brasileiro da Itaipu, Marcos Stamm; representantes da Ocepar e da Fecomércio; a superintendente da Agência Paraná, Juliana Dallastra, o chefe do GADIR, Paulo Starke, e os gerentes Lisiante Astarita, Tiago Pesch, Carmem Truite e Sérgio Sato.
Florestas – Na mesma solenidade de formalização do contrato com o BEI, o BRDE e o Instituto de Terras, Cartografia e Geologia do Paraná (ITCG) assinaram acordo de cooperação técnica para criação de uma linha de crédito voltada aos concessionários das áreas de florestamento ambiental do ITCG.
O acordo beneficiará concessionários que utilizam os imóveis do Instituto para produção de madeira. O ITCG conta com uma área de aproximadamente 40 mil hectares de florestamento, provenientes do antigo Instituto de Florestas do Paraná, que foi incorporado ao órgão.
As áreas incorporadas ao ITCG são exploradas por concessionários parceiros, que pagam a contrapartida da concessão ao Instituto. Com a linha de crédito do BRDE, eles terão financiamento com juros mais acessíveis, melhorando assim a gestão das áreas públicas de floresta plantada do Paraná.
“A parceria também abre caminho para que, quando o Estado fizer a alienação desses imóveis, haja a possibilidade de um financiamento do BRDE para quem tiver interesse em comprar essas terras”, explicou o presidente do ITCG, Amílcar Cabral.