BRDE

Contrato foi assinado durante inauguração do teatro, pelo governador Beto Richa e os diretores do BRDE Orlando Pessuti e João Luiz
O governador Beto Richa e os diretores do BRDE Orlando Pessuti e João Luiz Regiani assinaram nesta sexta-feira (5), em Londrina, contrato de financiamento para obras de acabamento interno do Teatro Mãe de Deus, no valor de R$ 1 milhão. A assinatura foi durante a inauguração do teatro.
A construção do Teatro do Colégio Mãe de Deus, orçada em R$ 15 milhões, também recebeu apoio do Banco via Lei Rouanet para conclusão das obras, no valor de R$ 50 mil. Do custo total, 40% dos recursos foram obtidos através de incentivos fiscais, com captações de empresas e pessoas físicas.
O moderno teatro, com auditório de 457 metros quadrados e capacidade para 535 pessoas, além de palco com 88 metros quadrados, camarins, elevadores, espaço técnico para projeção, iluminação e sonorização, sala de tradução e camarins.
Apesar da inauguração, faltavam ainda recursos para a finalização e acabamento da obra, o que foi sanado através de financiamento de R$ 1 milhão do BRDE. Além do financiamento para as obras do teatro, o Banco também liberou R$ 750 mil ao Colégio Mãe de Deus, que administra o teatro.

A agência de classificação de risco Fitch Ratings atribuiu ao Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE rating equivalente ao do Brasil. Os ratings de Probabilidade de Inadimplência do Emissor de Longo Prazo em Moeda Estrangeira e em Moeda Local (IDRs) atribuídos ao BRDE são BB. Os ratings de Probabilidade de Inadimplência do Emissor de Curto Prazo em Moeda Estrangeira e em Moeda Local concedidos ao Banco foram B.
Mesmo com atuação regional, o BRDE apresenta uma operação sólida, o que garantiu a obtenção do rating equivalente ao rating soberano.
Considerando os ratings nacionais atribuídos pela Fitch, o BRDE alcançou o Rating Nacional de Longo Prazo AA(bra), atribuído a emissores que possuem uma expectativa de risco de inadimplência muito baixa em relação a outros emissores e obrigações no Brasil.
O Rating Nacional de Curto Prazo atribuído ao BRDE foi F1+(bra), e sinaliza a mais forte capacidade de pagamento, entre seus pares no Brasil. Este risco é atribuído ao menor risco de inadimplência em relação a outros no País. Além disso, o perfil de liquidez do Banco foi avaliado como muito forte, o que levou à atribuição ‘+’ ao rating do BRDE.
Em abril deste ano, a agência de classificação de risco Moody’s América Latina atribuiu rating de emissor de longo e curto prazo na escala global em moeda local Ba2 e Not-Prime, para o BRDE. A nota atribuída ao Banco também foi equivalente ao rating atribuído ao Brasil.

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul tem novos presidente e vice-presidente. A cerimônia de transmissão do cargo aconteceu no dia 19/07 na sede do BRDE em Porto Alegre. Odacir Klein substitui Neuto Fausto de Conto na presidência do Banco e o diretor administrativo Orlando Pessuti passa a acumular o cargo de vice-presidente.
A posse reuniu políticos, empresários, dirigentes de entidades de classe, entre eles o governador do Rio Grande do Sul José Ivo Sartori; o vice-governador José Paulo Dornelles Cairoli; a primeira-dama e secretária de Políticas Sociais Maria Helena Sartori; sete secretários de Estado; o prefeito de Porto Alegre José Fortunati e o vice-prefeito Sebastião Melo, além de representantes das casas legislativas.
Em seu discurso de posse, Odacir Klein manifestou sua gratidão pela oportunidade de atuar no setor público. “É gratificante fazer parte de uma instituição de fomento ao desenvolvimento com potencial para contribuir no processo de recuperação da economia e na geração de empregos”, afirmou Klein.
O governador do Rio Grande do Sul, por sua vez, ressaltou as características que valoriza no novo presidente do BRDE: “Um homem de espírito público reconhecido, com visão técnica e humana, liderando o BRDE, um agente de transformação. Temos que fazer um intercâmbio de aprendizagens e integração”.
O presidente interino Michel Temer foi representado pelo advogado-geral da União, Fábio Medina Osório, que destacou a experiência de Odacir Klein no setor público e a importância do papel que desempenhará à frente do BRDE.
Também presente na cerimônia de transmissão do cargo de presidente, o diretor do BNDES Ricardo Luiz de Souza Ramos reafirmou a importância do BRDE para o fomento da região Sul. “Tudo o que o BNDES gostaria era de ter uma instituição de fomento ao desenvolvimento como o BRDE em cada região do Brasil”, declarou. “Os três estados do sul têm muita sorte por contar com a competência do BRDE, um banco formulador, braço do BNDES. Hoje, 84% do desembolso do BNDES entre os bancos de fomento corresponde ao BRDE. O banco é o segundo agente repassador dos programas agrícolas do BNDES no País”, informou o diretor.

O aniversário de 55 anos do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) foi comemorado na manhã desta quarta-feira (15), em ato no Palácio Piratini. A data foi comemorada simultaneamente nos três estados do Sul. Durante a cerimônia, foram firmados contratos de financiamento na ordem de R$ 140 milhões em obras de infraestrutura urbana e viária em 16 municípios; no complexo agroindustrial da Cooperativa dos Suinocultores de Encantado (Cosuel), em Arroio do Meio; e no sistema inovador de produção de combustível derivado de resíduo projetado pela Fundação Proamb, em Nova Santa Rita.

Com investimentos de R$ 25 milhões do BRDE Finame, foi batizada e lançada na quarta-feira (15/6), no estaleiro da empresa Intecnical S.A., em Triunfo, a embarcação Juan Rassmuss. O navio deverá ampliar o transporte hidroviário de cargas de madeira e de celulose entre o Lago Guaíba e a Lagoa dos Patos.
O vice-presidente do BRDE, Odacir Klein, acompanhou, juntamente com o governador José Ivo Sartori e diversas autoridades, o evento que contou com o tradicional estouro de champanhe no casco pela “madrinha” Maria Alice Dutra Pacheco, representando a Celulose Riograndense – CMPC.
Com 103,80 metros de comprimento e 15,50 metros de largura, o navio graneleiro foi construído em uma parceria entre a Intecnical S.A., Navegação Aliança, da Trevisa, e CMPC Celulose Riograndense, e passa a operar a partir de julho.
A capacidade do Juan Rassmuss, de 4.814 toneladas de carga, agilizará o trabalho executado até o momento, no qual o transporte é feito por meio de três navios com destino ao Porto de Rio Grande.
Juan Rassmuss
A embarcação foi nomeada em homenagem ao empreendedor peruano Juan Rassmuss, um dos investidores da Trevisa Investimentos, empresa que controla a Navegação Aliança desde 1978. O investidor, falecido em 1987, foi representado no evento por seu filho, Juan Henrique Rassmuss.

Em continuidade às comemorações do aniversário do BRDE, a Agência Paraná recebeu nesta terça-feira (21) o governador Beto Richa, acompanhado da secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa. Eles foram recebidos pelo diretor-presidente Neuto de Conto e pelos diretores Orlando Pessuti, João Luiz Regiani, Renato Vianna e Luiz Noronha.
O governador percorreu a agência, cumprimentando os presentes e parabenizou funcionários e diretores do BRDE pelo aniversário de 55 anos do banco. Ele também lembrou a importância da instituição para o desenvolvimento do estado. “O BRDE ajuda a tornar o Paraná um ambiente propício para atrair investimentos. O volume liberado neste ano incrementa a produção e consolida o BRDE como forte instrumento de desenvolvimento econômico e social do Paraná”, disse o governador paranaense.
O diretor administrativo Orlando Pessuti também falou e aproveitou para destacar a dedicação de cada funcionário do BRDE. “Esses funcionários que aqui estão, alguns há 40 anos em serviço, produziram uma bonita história junto das cooperativas, da agricultura, da prestação de serviço, do comércio”, disse Pessuti. Já o diretor-presidente do BRDE, Neuto de Conto, fez um breve resgate da história do banco, enfatizando seu papel na defesa dos interesses dos estados da região Sul. “Ney Braga, Celso Ramos e Leonel Brizola, numa visão certamente futurista, buscavam integração e principalmente desenvolvimento quando criaram o BRDE”, lembrou.
Durante a visita do governador também foi feita a assinatura de documento ratificando as contratações do primeiro semestre da agência. Até o final de junho, serão contratados R$ 724,7 milhões em financiamentos no Paraná e Mato Grosso do Sul, o que corresponde a mais da metade do volume de investimentos previsto no orçamento da agência deste ano. Representantes de todos os seguimentos atendidos pelo BRDE assinaram o termo juntamente com o governador e os diretores do BRDE.

Jornalistas, publicitários, artistas reconhecidos como a pintora Vera Sabino e apreciadores da arte deixaram pequeno o Espaço Cultural Governador Celso, durante a estreia da exposição Quadratura da Cor, do artista George Peixoto, no dia 06/06. Embora a noite fria, o Espaço Cultural BRDE recebeu o seu maior público em 2016, cerca de cem visitantes, conforme calcula a administradora Paula Borges, da Harmônica Arte e Entretenimento.
O nome da mostra faz referência ao formato quadrado das obras e suas multiplicidades: 16 obras em preto e branco deram origem a outras 16 obras coloridas por meio da paleta CMYK, um sistema de cores subtrativas formado por ciano, magenta, amarelo e preto.
“Foi tudo feito em computação gráfica, de uma forma mais moderna, acho que isso barateia a obra também para quem gosta e não tem como comprar”, explicou George Peixoto em matéria publicada ontem no jornal Notícias do Dia.
A exposição tem curadoria de Renata Domingues e pode ser conferida até o dia 30/06, das 9h às 19h, de segunda a sexta-feira, no térreo da Agência do BRDE de Santa Catarina, no Centro de Florianópolis.

O superintendente da Agência Paraná do BRDE Paulo Starke Junior representou o BRDE nas comemorações do aniversário de 25 anos da Economia de Comunhão (EdC), realizado no dia 8 de junho no Auditório dos Correios em Curitiba.
A EdC, fundada por Chiara Lubich em maio de 1991 em São Paulo, envolve empresários, trabalhadores, gestores, consumidores, poupadores, cidadãos, pesquisadores, operadores econômicos, todos empenhados em vários níveis a promover uma prática e uma cultura econômica voltada para a comunhão, a gratuidade e a reciprocidade.
O projeto já tem 811 empresas participantes, sendo 463 na Europa, 220 na América do Sul, 84 na África, 26 na América do Norte e 18 na Ásia. Essas empresas inspiram-se na EdC ao adotar uma governança centralizada na fraternidade. Em antítese à “cultura do ter”, essa cultura pode ser definida como “cultura do dar”, que também não se confunde com filantropia nem com assistencialismo.
Além de Curitiba, outras 8 cidades brasileiras realizaram eventos alusivos à data. Em outubro acontecerá uma celebração nacional, em Pernambuco, além da Assembleia da Associação Nacional por uma Economia de Comunhão (Anpecom).

Diretor Pessuti recebeu certificado, falou da trajetória e da importância do Banco no desenvolvimento econômico e social do Sul
A Assembleia Legislativa do Paraná prestou homenagem aos 55 anos do BRDE na sessão desta quarta-feira (15), com a entrega de um certificado ao diretor Administrativo do Banco, Orlando Pessuti. “O BRDE é o grande agente de fomento da economia paranaense”, afirmou o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano.
“É um orgulho para o Paraná ter um banco da envergadura do BRDE, que vem ao longo de todos esses anos melhorando o perfil da renda da população paranaense”. Durante a homenagem, o diretor Pessuti fez um resumo da trajetória do banco desde 1961 e apresentou os resultados positivos da instituição em 2015.
“O BRDE tem uma importância fundamental no contexto do desenvolvimento econômico do Sul do Brasil”, disse Pessuti. O diretor destacou a atuação do Banco no Paraná, com o recorde de contratações alcançado pela agência paranaense no ano passado, de R$ 1,53 bilhão.
Lembrou que de janeiro a maio deste ano foram aprovadas na Agência Paraná operações no valor de R$ 400 milhões para investimentos no agronegócio, indústria, serviços, comércio e inovação. “Devemos fechar o primeiro semestre com R$ 650 milhões operações de investimentos”, destacou Pessuti.
“Com toda a crise econômica, ética e moral que vivemos, quando os bancos comerciais estão retraindo o crédito, o BRDE segue investindo, apoiando o empreendedor, com um corpo técnico que muito nos orgulha”, disse Pessuti. “É assim que o Banco chega aos seus 55 anos: como a mola propulsora do crescimento do Sul, mesmo em tempos de adversidade”.
NÚMEROS – O BRDE, com atuação em praticamente 90% dos municípios dos três estados do Sul, tem atualmente R$ 15 bilhões em ativos e R$ 12,5 bilhões em financiamentos, com um patrimônio líquido de R$ 2,3 bilhões. Do total de ativos, R$ 5,2 bilhões estão no Paraná.
O Banco fechou 2015 com lucro líquido de R$ 262,99 milhões, o maior da história da instituição em seus 55 anos. O valor representou um incremento de 24,11% em comparação a 2014, quando o Banco encerrou o ano fiscal com lucro líquido de R$ 211,90 milhões.

Foi durante posse da nova diretoria da diretoria da Associação dos Jornais de Bairro do Paraná (AJORB-PR), na Assembleia Legislativa do Paraná
O diretor Administrativo do BRDE, Orlando Pessuti, recebeu na noite desta terça-feira (14), durante posse da diretoria da Associação dos Jornais de Bairro do Paraná (AJORB-PR), na Assembleia Legislativa do Paraná, menção honrosa pelos 55 anos do Banco.
Pessuti agradeceu a homenagem e disse que o BRDE, ao longo de sua trajetória, é considerado um dos principais indutores do desenvolvimento econômico e social da Região Sul do Brasil. “Ao apoiar a indústria, o comércio, o agronegócio e o produtor rural, o BRDE está gerando renda, emprego e receita nos municípios”, afirmou.
O diretor também parabenizou a AJORB-PR pela posse da nova diretoria, desejando boa sorte ao presidente eleito da entidade, o jornalista Ricardo Dias, proprietário do Jornal do Comércio Hauer, de Curitiba. Também tomaram posse o vice-presidente da associação, Adilson da Costa Moreira, da Gazeta do Santa Cândida, também de Curitiba.
Criada neste ano, com 25 jornais associados, a AJORB tem como missão fortalecer e profissionalizar os jornais gratuitos de bairro com público dirigido do Paraná. Os veículos associados são de Curitiba e de parte da Região Metropolitana, têm uma tiragem média mensal de 325 mil exemplares, atingindo cerca de 1,3 milhão de leitores.
“A expansão para o interior do Estado começa já no próximo mês”, disse Ricardo Dias. “Os jornais de bairro têm foco e importância local, entram na casa dos moradores. As pessoas se reconhecem e se apropriam dos jornais. Além disso, são ferramentas importantes de divulgação do comércio e serviço das comunidades”, acrescentou.
Participaram da posse da AJORB-PR secretários estaduais, deputados estaduais, proprietários de jornais de bairro de Curitiba e Região Metropolitana. O assessor da diretoria da Agência Paraná do BRDE Jorge Augusto Callado acompanhou o diretor Orlando Pessuti na cerimônia de posse.