BRDE

Imagens do dia a dia do Pequeno Príncipe de Curitiba, o maior hospital pediátrico do país, produzidas por fotógrafos profissionais e pacientes da instituição, podem ser conferidas no livro Observador, lançado na noite desta quinta-feira (25), no Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões. O lançamento foi marcado pela abertura da exposição Observador, no mesmo espaço, com fotos dos autores do livro. A exposição ficará aberta até 10 de maio.
O livro Observador traz imagens dos fotógrafos Tetê Silva, Gustavo Gomes, Isabella Lanave, Ricardo Perini, produzidas a partir de uma imersão dos fotógrafos no Pequeno Príncipe, a fim de revelar as atividades diárias do hospital. Cada fotógrafo permaneceu e registrou as atividades da instituição por cerca de uma semana, fotografando as pessoas, as ações, o movimento, a espera, a cura e os colaboradores do hospital.
Completam a publicação fotos tiradas pelos próprios pacientes, a partir de oficinas promovidas pelos fotógrafos. Ao todo, foram 16 oficinas, ministradas por Ana Paula Lobo, dirigadas às crianças e adolescentes atendidos no hospital. As oficinas começaram em setembro de 2018, no Setor de Educação e Cultura do Pequeno Príncipe.
Nas oficinas, foram abordadas com os pacientes e seus familiares as mais diversas linguagens e técnicas fotográficas. As crianças e adolescentes em tratamento tiveram contato com o equipamento fotográfico, os diferentes usos da luz e sombra na composição de imagens, macrofotografia, retratos, fotografia de objetos e lightpainting.
Personagem – Cerca de 250 pessoas participaram do lançamento do livro no Palacete dos Leões. Uma das presenças de destaque foi a menina Juliana, 5 anos, que chamou a atenção de todos como autora da obra e modelo das fotografias. Ela ficou internada por 25 dias no Pequeno Príncipe e participou das oficinas de fotografia. Foi fotografada e fotografou outras crianças também atendidas no hospital.
SERVIÇO:
O livro Observador está disponível para venda no Hospital Pequeno Príncipe, na rua Desembargador Motta, 1070, pelo valor de R$ 20,00. A compra também pode ser feita pelo site da instituição: http://pequenoprincipe.org.br/hospital/. Contato: (41) 3310-1010.
Exposição Observador
Período de visitação: de 26 de abril a 10 de maio.
Horário: De segunda a sexta, das 12h30 às 18h30.
Entrada gratuita.
Local: Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões – Avenida João Gualberto, 570, Alto da Glória.
Contato: (41) 3219-8184

No dia 25 de abril, às 19h, o Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões recebe o lançamento do livro Observador, com imagens dos fotógrafos Tetê Silva, Gustavo Gomes, Isabella Lanave, Ricardo Perini e pacientes do Hospital Pequeno Príncipe.
O livro foi construído a partir de uma imersão dos fotógrafos no Hospital Pequeno Príncipe a fim de revelar o dia a dia do maior hospital pediátrico do país. A publicação é composta por imagens que nasceram das oficinas com os pacientes do hospital e dos fotógrafos convidados. Cada fotógrafo permaneceu e registrou as atividades da instituição por cerca de uma semana, fotografando as pessoas, as ações, o movimento, a espera, a cura e os colaboradores.
O projeto “Observador” realizou ainda 16 oficinas de fotografia, ministradas por Ana Paula Lobo, voltadas às crianças e aos adolescentes atendidos no hospital. As oficinas começaram no mês de setembro de 2018, no Setor de Educação e Cultura do Hospital Pequeno Príncipe, e, desde então, as mais diversas linguagens e técnicas fotográficas foram abordadas com pacientes da instituição e seus familiares.
As crianças e adolescentes tiveram contato com o equipamento fotográfico, os diferentes usos da luz e sombra na composição de imagens, macrofotografia, retratos, fotografia de objetos, lightpainting, sempre com uma grande liberdade de experimentação.
Por ocasião do lançamento da publicação também será realizada a exposição “Observador”, com fotos do livro e outras inéditas, e contemplando recursos de audiodescrição para cegos e pessoas de baixa visão. A exposição permanecerá até 10 de maio no Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões. A entrada é gratuita e com visitação aberta de segunda a sexta, das 12h30 às 18h30.
O projeto Observador, viabilizado pela Lei Rouanet, tem patrocínio de: Politec, BTG Pactual, Dacar Química, Vaccinar, Grupo Veper, Ferragens Negrão, Comtrafo, Landis+Gyr, Candon, Indumak e Elejor.
Serviço
Lançamento do livro “Observador”
25 de abril de 2019 às 19h
Local: Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões
Av. João Gualberto, 570 – Alto da Glória
O lançamento contará com a presença dos autores.
Valor do livro: R$ 10,00 no dia do lançamento, R$20,00 após o lançamento.
*A renda adquirida com a venda dos livros será integralmente revertida ao Hospital Pequeno Príncipe.
Exposição “Observador”
Abertura: 25 de abril às 19h
Período de visitação: 26 de abril a 10 de maio
Horário: De segunda a sexta, das 12h30 às 18h30
Entrada franca.
Local: Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões
Av. João Gualberto, 570 – Alto da Glória
*Acessibilidade: a exposição contará com equipamentos para acesso da população cadeirante, bem como de deficientes visuais (10 aparelhos de audioguias).
Como chegar:
O Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões possui estacionamento próprio que estará disponível para os visitantes no lançamento da exposição. O local é atendido pela ciclofaixa da João Gualberto e pela Estação Tubo Maria Clara, que fica próxima ao local.
Mais informações:
Facebook do projeto
Instagram do projeto

Duas pinturas do acervo de obras de arte do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE integrarão a exposição “Em foco: Íria Corrêa”, que será inaugurada nesta quarta-feira, 27 de março, no Museu Paranaense, em Curitiba. A mostra é uma individual de Íria Cândida Corrêa (1839 – 1887), artista que nasceu em Paranaguá, considerada a primeira mulher a se dedicar profissionalmente à pintura no Paraná.
Para o superintendente da Agência Paraná do BRDE, Paulo César Starke Júnior, o empréstimo de obras do acervo contribui para importantes exposições dos museus e oportuniza o acesso de novos públicos às obras. “Estes históricos retratos estão permanentemente expostos no Espaço Cultural do BRDE. A oportunidade de emprestá-los para esta exposição também é uma forma de divulgarmos o Palacete dos Leões e o investimento promovido pelo BRDE na divulgação da cultura paranaense”, acrescenta.
As pinturas enviadas ao Museu Paranaense são retratos a óleo do Dr. Antônio Cândido de Abreu e de Maria Cândida Guimarães, pais do engenheiro Cândido de Abreu e da primeira moradora do Palacete dos Leões, Maria Clara Abreu de Leão. “Poucas obras de Íria chegaram até os dias atuais, o que atribui maior relevância e destaque às que ainda existem em coleções públicas e particulares”, explica Rafaela Tasca, coordenadora do Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões.
Por sua relevância, a artista vem sendo estudada por novos pesquisadores e integrando importantes mostras nacionais, entre elas “Histórias das Mulheres”, exposição dedicada ao trabalho de artistas dos séculos 16 ao 19, que acontecerá de 23 de agosto a 17 de novembro de 2019, no Museu de Arte de São Paulo (MASP).
Serviço
Abertura da exposição “Em foco: Iria Corrêa”
Data: quarta-feira, 27 de março, às 19h
Período expositivo: até 15 de julho de 2019
Local: Museu Paranaense – Rua Kellers, 289, São Francisco – Curitiba
Visitação: de terça a sexta-feira, das 9h às 17h30.
Sábados, domingos e feriados, das 10h às 16h
(41) 3304-3300 |entrada gratuita | www.museuparanaense.pr.gov.br

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) prorrogou o prazo para recebimento de propostas para exposições temporárias do Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões, em Curitiba. Os interessados em participar da seleção poderão realizar suas inscrições até 25 de janeiro de 2019. O edital completo está disponível no site do BRDE.
Inaugurado em junho de 2005, o Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões já recebeu obras de variadas técnicas e artistas com diferentes trajetórias em propostas de exposições individuais, coletivas ou integrando circuitos institucionais. Além de exposições de arte contemporânea, sua programação diversificada contempla atividades musicais, lançamentos de livros e exibição de filmes.
O Palacete dos Leões, é uma edificação histórica que por si só é uma obra de arte. Concluído em 1902, foi a residência da família de Agostinho Ermelino de Leão Júnior, importante empresário da erva-mate no Paraná. A riqueza ornamental de sua arquitetura é a expressão da prosperidade econômica do ciclo ervateiro, com seu auge no séc. XIX e nas primeiras décadas do séc. XX.
O BRDE coordena o espaço cultural mantendo suas atividades e preservando suas principais características arquitetônicas de época.
Informações
Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões
Av. João Gualberto, 570 – Alto da Glória – Curitiba, PR
41. 3219-8184
Segunda à sexta-feira – 12h30 às 18h30.

Imagem da exposição “Tempo Matéria”, de André Nacli, realizada em 2017 no Palacete dos Leões.
Crédito: André Nacli/Divulgação BRDE

Interessados em participar de exposições no Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões, em Curitiba, poderão inscrever suas propostas até o dia 10 de janeiro de 2019.
O edital do calendário expositivo 2019/2020 está disponível no site do BRDE (www.brde.com.br). Para acessá-lo o candidato deverá clicar no banner “Espaço Cultural”, onde poderá obter o regulamento e a ficha de inscrição.
A seleção das propostas será realizada por uma Comissão Cultural formada por funcionários do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e um consultor convidado com formação em Artes Visuais.
Mais informações podem ser obtidas no Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões, avenida João Gualberto, 570, Alto da Glória – Curitiba (PR) ou pelo telefone: (41) 3219-8184, de segunda a sexta-feira, das 12h30 às 18h30. O edital pode ser acessado clicando aqui.
História – Inaugurado em junho de 2005, o Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões já recebeu obras de variadas técnicas e de artistas com diferentes trajetórias em propostas de exposições individuais, coletivas ou integrando circuitos institucionais, a exemplo da Bienal Internacional de Curitiba.
Além das exposições de arte contemporânea, a programação do espaço é bastante diversificada, contemplando atividades musicais, lançamentos de livros e exibição de filmes.
Sua sede, o Palacete dos Leões, é uma edificação histórica que por si só é uma obra de arte. Construído entre 1896 a 1902, foi residência da família de Agostinho Ermelino de Leão Júnior, importante empresário da erva-mate no Paraná.
A riqueza ornamental da arquitetura do prédio é a expressão da prosperidade econômica do ciclo ervateiro, com seu auge no século 19 e nas primeiras décadas do século 20. O BRDE coordena o Espaço Cultural, mantendo suas atividades culturais e preservando suas principais características arquitetônicas de época.

Estudantes do 4º ano da Escola Municipal Professor Brandão visitaram, na tarde desta terça-feira (5), o Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões. As crianças do 4º ano fizeram uma visita guiada no prédio histórico e puderam conferir a exposição sensorial Sopro, que estará aberta até o próximo dia 12.
A professora Mere Alves, que agendou a visita, destacou a importância do Palacete que, “além de uma fonte histórica, proporciona aos estudantes uma forma de aprender em campo em um local lindo”. A professora acompanhou visita dos estudantes do EJA (educação para adultos) da mesma escola ao Espaço Cultural, no mês passado.
A visita dos alunos ao Palacete dos Leões faz parte do programa Linhas do Conhecimento, da Prefeitura de Curitiba, que tem o objetivo de proporcionar aos educandos e professores acesso aos espaços da cidade.

A Associação Nacional por uma Economia de Comunhão (Anpecom) promove nesta quinta-feira (30), das 19h30 às 21h30, o encontro Economia de Comunhão, no auditório da sede da Agência Paraná do BRDE, na Avenida João Gualberto, 570, Alto da Glória, atrás do Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões.
O encontro faz parte das comemorações dos 25 anos da Anpecom, entidade que tem por objetivo de reunir e articular pessoas, empresas, instituições públicas e privadas que estejam interessadas em contribuir com os objetivos da Economia de Comunhão, construindo uma nova cultura econômica e reduzir a pobreza através daquilo que podem e sabem fazer em seus espaços de atuação.
Serviço:
Encontro da Associação Nacional por uma Economia de Comunhão (Anpecom)
Data: quinta-feira (30)
Horário: das 19h30 às 21h30
Local: auditório da sede da Agência Paraná do BRDE, na Avenida João Gualberto, 570, Alto da Glória.

Uma das mais belas construções históricas de Curitiba, o Palacete dos Leões, localizado na Avenida João Gualberto, vai ser restaurado. O edital da concorrência para selecionar a empresa que executará as obras de recuperação da parte externa e da cobertura do local já foi publicado pelo BRDE. A abertura dos envelopes com as propostas acontecerá no dia 15 de dezembro. A previsão é que as obras durem seis meses.
A restauração inclui reforço estrutural, recuperação de revestimentos e esquadrias, impermeabilização de pisos e cobertura, pintura externa e também a restauração das duas esculturas de leão em cerâmica glasurada na entrada do prédio. O valor máximo das obras está orçado em R$ 367,7 mil.
O processo para a restauração do espaço foi iniciado no ano passado, com a etapa de avaliação e elaboração do projeto, que prevê detalhadamente tudo o que deverá ser feito, inclusive com a descrição de materiais, cores e técnicas a serem usadas, de forma a preservar todos os detalhes da construção original de 1902.
“Toda a equipe administrativa do BRDE no Paraná se dedicou muito para fazer o melhor neste processo de restauração, desde os responsáveis diretos pelo uso diário do prédio até nosso diretor administrativo Orlando Pessuti”, explica o superintendente da Agência Paraná do BRDE, Paulo Cesar Starke Junior.
Ele ressalta que o edital lançado refere-se apenas à recuperação externa do Palacete e que a previsão é que após a conclusão das obras seja iniciado o processo para restauração da parte interna do prédio. “Contamos com o trabalho técnico de especialistas para fazer o projeto da obra e assim manter o Palacete em condições de sediar exposições e eventos culturais, bem como receber os visitantes que vêm conhecer a beleza do espaço”, diz o superintendente.
O edital de concorrência para a contratação de empresa para a prestação de serviços de restauração do Palacete está disponível no site do BRDE (www.brde.com.br/modalidades/concorrencia) ou pode ser retirado no setor de protocolo da Agência Paraná do BRDE (Avenida João Gualberto, 570), mediante reembolso das despesas de impressão.
Projeto – O responsável técnico pelo projeto de restauração é o arquiteto Jeferson Dantas Navolar, que desde 1985 tem trabalhado nas recuperações feitas no espaço. “Mesmo com bons proprietários, um edifício centenário como Palacete precisa de obras de manutenção devido ao processo de desgaste natural”, explica Navolar.
O arquiteto destaca a importância do prédio, um dos poucos remanescentes das construções do ciclo da erva-mate em Curitiba. Na avaliação dele, o Palacete dos Leões é um dos melhores exemplares da arquitetura do período. Navolar explica que poucos edifícios apresentam tanta riqueza em relação aos detalhes arquitetônicos, vidraçaria, serralheria e revestimentos de parede, todos importados dos melhores fornecedores do mundo da época.
Para o arquiteto, a preservação do espaço garante que as novas gerações possam conhecer uma verdadeira joia da arquitetura paranaense, que se mantém em boas condições graças ao cuidado do BRDE. “O Palacete está em boas mãos. Seria muito difícil ele sobreviver se não tivesse o banco à frente de sua manutenção”, finaliza Navolar.
Espaço Cultural – Atualmente, o Palacete dos Leões é um dos poucos imóveis históricos localizados na região do Alto da Glória que está bem conservado. O prédio foi construído para abrigar a família de Agostinho Ermelino de Leão, um dos principais nomes do ciclo da erva-mate no Paraná.
O projeto foi assinado pelo engenheiro Cândido Ferreira de Abreu, cunhado do proprietário Leão Júnior e primeiro prefeito de Curitiba eleito por voto direto. A construção terminou em 1902 e foi considerada uma das mais luxuosas da época, tanto que em 1906 foi requisitada para abrigar a comitiva do então presidente Affonso Pena.
Hoje, o Palacete dos Leões funciona como Espaço Cultural do BRDE, recebendo exposições e eventos culturais. Fica aberto para visitação gratuita de segunda a sexta, das 12h30 às 18h30.

Considerado um dos mais belos prédios históricos de Curitiba, o Palacete dos Leões, Espaço Cultural do BRDE em Curitiba, sempre está de portas abertas para receber visitantes. Nesta quarta-feira (9), por exemplo, alunos do 4º ano do ensino fundamental do Colégio Professor Brandão aproveitaram o dia para conhecer o local.
Acompanhados por duas professoras, os pequenos se encantaram com os detalhes do palacete e ouviram com atenção as informações dadas pela responsável pelo Palacete, Ana Teresinha Ribeiro Vicente. As crianças se surpreenderam ao saber que o local, mesmo com tanto luxo, tinha só um banheiro para uso dos moradores e outro para os empregados.
Além de conhecer a história do espaço, os alunos também aproveitaram para ver as obras da artista Cinthia Freitas, que expõe no Palacete até o dia 9 de dezembro. Muitos se divertiram tentando identificar os móveis e objetos retratados nas pinturas da artista.
As visitas ao Palacete dos Leões são gratuitas e podem ser feitas de segunda a sexta, das 12h30 às 18 horas.

Exposição Recintos, de Cinthia Freitas, a partir do dia 8
De 8 de novembro a 9 de dezembro, será possível visitar a exposição Recintos, da artista Cinthia Freitas, no Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões, de segunda a sexta-feira, das 12h30 às 18h30.
Arquiteta por formação, Cinthia Freitas iniciou as atividades artísticas em 2006 no Atelier Livre Espaço de Arte, passando pelo Atelier Livre de Arte Contemporânea. Participou de exposições em Curitiba, São Paulo e João Pessoa. Em 2010, conquistou o 2º lugar no Salão Graciosa.
Os trabalhos da artistas são baseados em cores vibrantes onde a intensidade e sutil agressividade fazem parte de um começo num processo de criação, para no final vir a se tornar uma janela do que está dentro do imaginário.
Serviço:
EXPOSIÇÃO RECINTOS
Abertura: 8 de novembro de 2016, às 19h
Período de exposição: de 9 de novembro a 9 de dezembro de 2016
Horário: segunda a sexta-feira, das 12h30 às 18h30
Local: Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões – Av. João Gualberto, 570, Alto da Glória – Curitiba/PR
DESTAQUE DE OUTUBRO
A IV Bienal de Artes Estudantil, que terminou no dia 28 de outubro, foi o grande destaque na agenda de exposições do Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões. A mostra reuniu pinturas, desenhos, gravuras, fotografias e esculturas feitas por estudantes do ensino médio de colégios de Curitiba e Região Metropolitana.
A bienal foi promovida pelo Colégio Estadual do Paraná, por meio da Escolinha de Arte. O objetivo foi promover e divulgar a vivência e a produção de arte dos estudantes da rede pública ou particular de ensino, com a exposição de trabalhos inéditos.
Neste ano, foram selecionados mais de 60 trabalhos de diversas técnicas. A seleção das obras foi feita por uma comissão composta por pessoas de notório saber na área de artes visuais, incluindo profissionais, artistas e técnicos renomados.
Na abertura da bienal, foram premiados os três melhores trabalhos da exposição.
Alunos do Centro Juvenil de Artes Plásticas (CJAP) conquistaram o primeiro, o segundo e terceiro lugares, além de receberem menções honrosas. “Expressões” foi o tema que inspirou o trabalho dos alunos do Centro. A pesquisa para elaborarem as obras foi voltada ao passado, com foco na sensibilidade de cada um.
Na categoria Gravura, a estudante Caroline Ribeiro de Souza Gomes conquistou a 1ª colocação com a obra “O olhar de Sofi”. O 2º lugar ficou com Amanda Medella Vargas com o trabalho “Vôo da Liberdade”. Ambas utilizaram a técnica de gravura em isopor. Na categoria Pintura, Marcela Taborda Damas conquistou o 3º lugar com “Olhos de Esmeralda”, na técnica de aquarela com modelo vivo.