BRDE

O fotógrafo Rafael Carlan recebeu amigos e convidados ontem (4/4) para a abertura da sua primeira exposição no Espaço Cultural BRDE – Governador Celso Ramos. A mostra Silêncios Urbanos traz fotografias com a técnica Pinhole e faz parte da programação do Festival Pinhole Day Floripa 2018. A inauguração foi prestigiada por artistas plásticos, fotógrafos e amigos e recebeu também a visita do presidente da Fundação Catarinense de Cultura, o professor e ex-reitor da UFSC Rodolfo Pinto da Luz.
Além de Carlan, participam do projeto Sérgio Sakakibara como orientador técnico, a curadora Lu Renata, formada em Artes Visuais pela UDESC, coordenadora do NEFA- Núcleo de Estudos em fotografia e arte, e do Festival de Fotografia Floripa na Foto.
A exposição traz também uma obra que transita entre o espaço público e o espaço privado, criada especialmente para o Espaço Cultural. Na parede de vidro frontal do Espaço Cultural foi montada uma galeria de negativos, e o público pode aproveitar a mostra mesmo fora do espaço.
No dia 26 de abril, Carlan ministra oficina de técnica Pinhole no Espaço Cultural BRDE, a inscrição devem ser feita pelo telefone 3221-8100. A visitação fica até 27 de abril.

Formado em Concórdia/SC, grupo de arte foi presenteado com poema de Lindolf Bell. Retrospectiva no BRDE apresenta trabalhos que marcaram essas duas décadas.
Para celebrar os 20 anos da formação da Oficina Independente de Arte Cabeça Oca, os integrantes Claudia Marcon, Rudi Scaranto Dazzi e Sandra Poletto, apresentam a exposição comemorativa 20 Anos Cabeça Oca. A mostra do grupo formado em dezembro de 1997 em Concórdia, no Meio-Oeste de Santa Catarina, apresenta no Espaço Cultural do BRDE, em Florianópolis, uma retrospectiva das duas décadas que marcaram a história do Cabeça Oca.
A proposta descompromissada e inovadora de mostrar a arte conferiu aos artistas respeito e popularidade. Em abril de 1998, quando estruturaram o Cabeça Oca como um grupo de arte, e conquistavam mais espaços e admiradores, foram presenteados pelo poeta e crítico de arte internacional, o catarinense Lindolf Bell, com um poema exclusivo, Cabeça Oca. (leia o poema completo abaixo).
Com o aval de Bell o Cabeça Oca seguiu alcançando voos maiores. Além das ações e exposições que marcaram época em Concórdia, o Grupo participou de exposições em diversas cidades catarinenses e também em Milão, na Itália. A convite do Instituto Brasil Itália (IBRIT), os três apresentaram, em novembro de 2000, trabalhos no Consulado Brasil na cidade italiana.
O processo criativo do grupo chama atenção, pois é diferente dos artistas que pintam sozinhos. Apesar de cada um ter estilos, técnicas e experiências completamente diferentes, a sintonia na hora de pintar é única. É que os três pintam juntos a mesma tela, num trabalho perfeito a seis mãos.
Nesta retrospectiva o trio optou por apresentar duas, das grandes séries que fazem parte da história do Cabeça, as séries “Símbolos” e “Imagens do Contestado”.
Na Série Imagens do Contestado, apresentada em 2001 e que contou com mais de seis meses de pesquisa, os artistas apresentaram um dos conflitos que marcou a história da região Meio-Oeste de Santa Catarina.
A Símbolos, desenvolvida em 2002, apresenta uma visão contemporânea da suinocultura e da avicultura e o seu impacto no dia a dia da região Oeste de Santa Catarina. É um contemplar bem-humorado, colorido e divertido dos porquinhos e frangos que conferem a Concórdia posição de destaque na produção de alimentos para o mundo. Algumas telas vão poder ser conferidas nesta retrospectiva.
Na exposição os visitantes vão poder conhecer um pouco mais da história do grupo que tem um legado gigante para a cultura catarinense, através de uma linha do tempo que apresenta todas as exposições que o Cabeça participou ao longo da carreira e também em um vídeo produzido especialmente para a mostra.
A Exposição 20 anos Cabeça Oca será aberta às 19h do dia 6 de março e poderá ser visitada até o dia 30 de março, gratuitamente, das 9h às 19h, no Espaço Cultural do BRDE, em Florianópolis.
Conheça um pouco mais de cada artista:
Claudia Marcon
Empresária com formação em Direito pela UFRGS/RS, pós-graduada em Administração pela UFSC/SC. Foi professora universitária e frequentou cursos artísticos com Juan Amoretti (Santa Maria/RS), Paulo Von Poser (São Paulo/SP), e teve orientação de trabalhos com Lindolf Bell (Timbó/SC). A Artista Plástica e empresária da Indústria Têxtil vive e trabalha em Concórdia/SC.
Rudi Scaranto Dazzi
Arquiteto formado pela PUC/PR, Mestre em Turismo UNIVALI, pós-graduado em Administração pela UFSC/SC. Frequentou cursos artísticos na Scuola Lorenzo D’Medici (Florença/IT), com Denise Roman (Curitiba/PR), Alberto Masuda (Curitiba/PR), Cyntia Lorenzo (Curitiba/PR), Juan Amoretti (Santa Maria/RS), Paulo Von Poser (São Paulo/SP). Vive e trabalha em Balneário Camboriú/SC onde atua como Artista Plástico, Arquiteto e Professor em instituições de ensino superior, também ministra cursos e palestras.
Sandra Poletto
Arquiteta formada pela PUC/PR, pós-graduada em Engenharia de Segurança do Trabalho – UFSC, Mestre em Engenharia de Produção – UFRGS com ingresso em 2015 no Doutorado – UNB. Professora universitária em instituições de ensino superior, ministra cursos, palestras e presta consultoria empresarial. Realiza amplo trabalho de iniciação para as artes com crianças em diversas instituições através de oficinas de pintura. Reside e trabalha em Concórdia/SC e Brasília/DF.
Serviço: Exposição 20 Anos Cabeça Oca
Abertura: 6 de março de 2018
Horário: 19h
Local: Espaço Cultural BRDE – Governador Celso Ramos – Rua Hercílio Luz, 617, Centro – Florianópolis/SC
Visitação gratuita de 7 a 30 de março de 2018 – das 9h às 19h.
Cronologia Cabeça Oca
Nestes 20 anos, o Cabeça Oca participou de 37 exposições. As mostras foram apresentadas em Concórdia, cidade natal do Grupo, em diversas cidades catarinenses e também em Milão, na Itália.
1997
– Exposição Coletiva “Dezembro Arte” e Lançamento da Oficina Independente Cabeça Oca – Concórdia/SC
1998
– Grupo é presenteado pelo poeta catarinense Lindolf Bell com o poema Cabeça Oca.
– Exposição Coletiva I Mostra de Artes Itá SC “Ver e Sentir”, Itá/SC.
– Exposição Coletiva “Artes Plásticas SC – RS”, Concórdia/SC.
– Exposição Coletiva “Cabeça Oca, Alma Plena”, Concórdia/SC
– Exposição Coletiva “Arte no Boteco I” na Casa Pioneira, Concórdia/SC.
1999
– Lançamento livro Reminiscenza, no SESC Concórdia/SC
– Coletiva “Composições”, no Espaço Cultural SESC Concórdia/SC
– Exposição Coletiva ‘”Arte no Boteco II – A Última do Milênio”, na Casa Nono Baseggio, Concórdia/SC.
2000
– Exposição Coletiva “VIDAS”, no Memorial Attilio Fontana, Concórdia/SC.
– Exposição “Alma Plena – Anima Piena” e lançamento do livro Reminiscenza, a convite do Instituto Brasil Itália (IBRIT) no Consulado Brasileiro, Milão/Itália.
2001
– Exposição Coletiva “Imagens de Concórdia”, no CBISC – Círculo Ítalo Brasileiro, Florianópolis/SC.
– Painel “Imagens do Contestado”, Hall de entrada do bloco da Biblioteca da Universidade do Contestado – UNC, Concórdia/SC.
2002
– Exposição Coletiva “ARTE NA GARAGEM”, Espaço Garagem, Concórdia/SC.
– Exposição Coletiva “Gráfica Estrela 50 anos”, no Memorial Attílio Fontana, Concórdia/SC.
– Exposição Coletiva ‘Símbolos”, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Florianópolis/SC.
– Pintura da primeira tela da Série Símbolos durante EXPO Concórdia 2002, no Parque de Exposições Attílio Fontana, Concórdia/SC.
2003
– Exposição Coletiva “Cabeça Oca”, no Espaço Cultural CREA SC, Florianópolis/SC.
– Exposição Itinerante SESC “Símbolos”, no Memorial Attílio Fontana, Concórdia/SC.
– Exposição Cabeça Oca, na Galeria Municipal, Blumenau/SC.
2004
– Exposição “Todos os Santos”, no Espaço Museu Igreja de Pinheiro Preto, Concórdia/SC.
– Lançamento do Livro Reminiscenza: Reencontrando o Passado, na Câmara Municipal de Vereadores, Concórdia/SC.
– Exposição Coletiva “Símbolos”, no Espaço Cultural Biblioteca Central da UNOESC, Joaçaba/SC.
– Exposição Coletiva “Símbolos”, na Unoesc Campus de Capinzal/SC.
– Exposição Coletiva “ARTE NA GARAGEM”, no Espaço Garagem, Concórdia/SC.
– Exposição “Símbolos”, no Espaço Vip em comemoração aos 70 anos da Perdigão, Videira/SC.
2005
– Exposição Coletiva “Cabeça Oca” , Piazza Itália, Galeria Leonardo da Vinci, Joinville/SC.
– Exposição Coletiva “Símbolos”, na Embrapa Suínos e Aves, Concórdia/SC.
– Exposição SESC Pretexto com curadoria de Charles Narloch, no Memorial Attílio Fontana, Concórdia/SC.
2006
– Exposição Coletiva “Um Olhar Sobre os Artistas Catarinenses”, na UNC Caçador/SC.
– Exposição Coletiva “PRETEXTO” SESC/SC com curadoria de Fernando Lindote, no Memorial Attílio Fontana, Concórdia/SC.
2007
– Painel temático “Imigrantes” pintado na Câmara Municipal de Vereadores, Concórdia/SC.
– Exposição “Cabeça Oca”, na Galeria Municipal de Arte, Itajaí/SC.
– Exposição Coletiva “Percorrendo O Contestado”, no Museu do Contestado, Caçador/SC.
2008
2009 – Concórdia/SC
– Coletiva “Casa Customizada”, apresentada no SESC.
2010 – Concórdia/SC
– Coletiva “Coluna ou Curto-Circuito” com curadoria de Fernando Boppré, – Memorial Attilio Fontana, Concórdia/SC.
2011 a 2016
– Artistas seguiram pesquisando e executando projetos individuais.
2017
– Retomada do Projeto Caminho dos Imigrantes junto a Prefeitura Municipal, Concórdia/SC.
– 20 anos CABEÇA OCA.

Na última terça-feira (30), a artista plástica Nita Faces Brasil abriu a mostra “Carnaval Brasileiro” no Espaço Cultural BRDE.
Ao som das marchinhas de carnaval, tema central da exposição, os cerca de 70 visitantes puderam conferir personagens tradicionais do carnaval de salão.
A artista destaca nas obras as particularidades dos rostos e os olhares. Para Nita, é por meio das expressões faciais que as pessoas transparecem seu íntimo.
Outras características presentes nos quadros são as cores vibrantes, estampas e figurinos carnavalescos.
As telas favoritas de quem chegou para conferir a mostra foram “Loirinha Cor de Laranja”, “Pierrot Apaixonado”, “A Filha da Chiquita Bacana” e “Bandeira Branca”.
Também foram expostas canecas com impressões das obras.
A mostra fica aberta ao público até o dia 28 de fevereiro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h

Cerca de 1800 visitantes passaram pelo Espaço Cultural BRDE – Governador Celso Ramos em 2017, conforme levantamento de Paula Borges, administradora do espaço pela Harmonica Arte & Entretenimento.
Entre mostras individuais e coletivas, 24 artistas plásticos mostraram seus trabalhos por meio da ocupação do espaço, além dos designers que participaram da mostra D’Vinties Exhibition e da Mostra do Prêmio Design Catarina.
Das 12 mostras exibidas, entre técnicas variadas como pintura, fotografia, escultura, gravuras e outras, as mais movimentadas foram as de maio e junho.
Na inédita “Revida”, aproximadamente 300 visitantes apreciaram a arte do artista plástico Bruno Barbi que pintou personalidades brancas como se tivessem a pele negra, fazendo refletir sobre o papel reservado aos negros na história. A abertura da mostra contou também com música de François Muleka, e declamação de poema de JB, ambos artistas negros.
No mês seguinte, Iraê Beck encantou a galeria com o conjunto de obras “Movimento Iminente”, 280 pessoas apreciaram cenas do balé clássico e dança contemporânea pintadas por Iraê. A mistura de materiais brutos da natureza e do urbano, cascas de árvore e sobras de demolição usados na composição e a técnica mista com tinta óleo e acrílica e massa acrílica pigmentada combinavam o aspecto onírico à referência ao trabalho árduo vivido por bailarinos no processo de criação e aperfeiçoamento.
Em 2017, o Espaço Cultural BRDE participou pela primeira vez da programação da Maratona Cultural, maior evento multicultural de Santa Catarina onde são apresentadas variedades de manifestações artísticas em andamento no Estado, tudo gratuito. A mostra exibida no fim de semana do evento “Objectif Sport”, exibiu 20 fotografias nacionais e internacionais selecionadas em concurso promovido pela Aliança Francesa. Nas exposições “Ancestrais”, “Revida” e “Objectif Sport”, o espaço organizou junto dos artistas, visitas guiadas, para que o visitante pudesse conhecer mais profundamente a história e conteúdo das obras. Em “Objectif Sport” a visita guiada contou com Audiodescrição e Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS e bate-papo com o ex-campeão paralímpico francês de tênis de mesa, Gilles de La Bourdonnaye.
A última mostra do ano “Universo das Diferenças – Síntese”, fica aberta para visitação até o dia 21 de dezembro, com entrada gratuita.

Em clima festivo de fim de ano, o Espaço Cultural BRDE abriu a exposição “Universo das Diferenças – Síntese” na noite de segunda-feira (5). Cerca de 50 visitantes contemplaram a grande diversidade de arte reunida pela mostra coletiva de artistas da Associação Catarinense de Artistas Plásticos – ACAP.
Dentre as 35 obras dos artistas Onildo Borba, Carlos Brandalise, Cissa Monguilhott, Eliane Veiga, Elenice Berbigier, Estela Ramos, Gelsyr Ruiz, Maria Esmênia, Marilene de Orleans, Meg Tomio Roussenq, Simone Michielin e Vilson José da Silva, diversos temas estão retratados. Desde paisagens naturais, conteúdos abstracionistas, sentimentos de solidão e melancolia vistos nas fotografias de esculturas angelicais em preto e branco de Eliane Veiga, até questões polêmicas como sexualidade e política, abordadas nas colagens de Gelsyr Ruiz.
O evento contou com música ao vivo tocada pelo guitarrista Heidemar Vicente Zardo, marido da artista Elenice Berbigier. Elenice levou ao espaço um conjunto de esculturas foscas e esmaltadas em tons de verde e azul lembrando a natureza encontrada no fundo do mar. Além destes suportes a mostra reuniu também cartões postais em fineart, aquarelas, técnica mista, pinturas a óleo e acrílicas.
A mostra fica aberta ao público até o dia 21 de dezembro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h.

O Espaço Cultural BRDE – Governador Celso Ramos participou pela primeira vez da programação da Maratona Cultural neste fim de semana, 25 e 26 de novembro, em Florianópolis. A maratona é o maior evento multicultural de Santa Catarina e promove a apresentação da grande variedade de manifestações artísticas em andamento no Estado e até mesmo fora dele, tudo gratuito.
“Participar da Maratona Cultural é uma porta de entrada para outras oportunidades de envolvimento com o circuito de arte e cultura de Florianópolis, é uma maneira do Espaço Cultural BRDE se mostrar cada vez mais presente na cidade,” explica Elisabete Francio Strapazzon, assessora de Comunicação Social da Agência de Florianópolis do BRDE.
Para o evento o Espaço Cultural BRDE exibiu a mostra fotográfica “Objectif Sports”, inspirada nos eventos esportivos internacionais realizados no ano de 2016. São 20 fotografias vencedoras da 6ª edição do Concurso Internacional de Fotografia da Alliance Française. As fotos foram avaliadas por um júri e retratam os valores essenciais do esporte: tolerância, abertura, inclusão social e coesão de equipe. Entre os fotógrafos brasileiros selecionados estão Gilberto Perin, Francisco Cribari Neto e Sérvulo Harris Torres.
“É muito importante a participação do Espaço Cultural BRDE em eventos como este para a inserção da galeria no roteiro de espaços culturais de Floripa”, afirma Paula Borges, administradora do Espaço Cultural BRDE pela Harmônica Arte & Entretenimento.
A mostra fica aberta ao público até o dia 30 de novembro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h.

O BRDE recebeu na última quinta-feira (9), cerca de 100 convidados para a cerimônia de premiação do Prêmio D. Catarina no auditório da AGFLO. Os produtos foram premiados nas categorias Cerâmica; Eletrodomésticos e Eletroeletrônicos; Embalagem; Esporte; Moda; Móveis; Superfície e Acabamentos; Têxtil; Transportes e mobilidade; Utilidades; Iluminação e Outros. O prêmio incentiva a inovação na estrutura das empresas, assim como aborda novos comportamentos dos usuários, decorrentes do desenvolvimento tecnológico atual.
“É admirável Santa Catarina realizar o prêmio só com produtos daqui, com produção industrial e também artesanal, com viés de design. A construção estética singular, agrega valor ao produto final”, ressalta o jurado Levi Girardi da empresa QuesttoNo- SP/NYC.
Ao final da cerimônia, o gerente executivo do IEL, Natalino Uggioni destacou a importância do prêmio para o Estado, “Um dos meus sonhos é que tenhamos muitas empresas querendo ganhar esse prêmio, tão importante para a relevância do design, para que o design participe no aumento da competitividade para nossa indústria. A Federação das Indústrias sempre defenderá iniciativas como esta, pois temos certeza que se reverte em ganhos de mercado e até mesmo para a sociedade como um todo.” Em seguida, convidados e visitantes puderam conhecer de perto os produtos finalistas, em exposição no Espaço Cultural BRDE até o dia 22 de novembro das 9h às 19h de segunda a sexta, com visitação gratuita.
O Prêmio D.Catarina é uma realização do CDC (Centro Design Catarina), e em sua 3ª Edição conta com o patrocínio do BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) e apoio da FIESC (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina).

A partir do dia 25 de outubro será possível inscrever-se para a programação de 2018 do espaço Cultural BRDE – Governador Celso Ramos.
O Espaço Cultural BRDE recebe propostas de atividades culturais abertas ao público de janeiro a dezembro. Os interessados devem encaminhar pessoalmente as propostas ou postá-las em envelope destinado ao “Espaço Cultural Governador Celso Ramos – BRDE – Santa Catarina, Avenida Hercílio Luz, 617 – Centro – CEP 88020-000 – Florianópolis – SC”, com o título da proposta até o dia 01 de dezembro de 2018.
O formulário de inscrição encontra-se no documento abaixo, além de outras informações sobre o funcionamento do edital.
REGULAMENTO ESPACO CULTURAL 2018

No dia 5 de outubro, o Espaço Cultural BRDE – Governador Celso Ramos recebeu artistas, amigos e familiares dos artistas Gabriela Luft e Rudi Scaranto Dazzi. A noite de abertura da mostra atraiu cerca de 70 visitantes ao Espaço Cultural BRDE.
A incrível sensibilidade na reprodução dos detalhes e o olhar técnico e artístico oriundo da formação em arquitetura dos artistas, resultaram em graciosas aquarelas de igrejas, monumentos, casarios antigos, praias e outros cenários presentes no Estado.
Santa Catarina, cheia de paisagens urbanas e naturais únicas, ganha de presente um novo olhar sobre ela.
“Retratar a arquitetura em manchas, traços e cores me faz viajar por um universo que muitas vezes não é percebido por todos“, expressa Rudi.
Além da arquitetura em comum, ambos reuniram para a mostra, aquarelas de projetos pessoais, os livros “Igrejas Catarina”, de Rudi, lançado em 2000, em Milão, e “Floripa, sua linda!”, da artista Gabriela, com lançamento previsto para o aniversário de Florianópolis, em 2018.
A exposição fica aberta ao público até o dia 27 de outubro das 9h às 19h de segunda a sexta, e a visitação é gratuita.
Foto: Francelise Martini

Cerca de 40 pessoas passaram pelo Espaço Cultural BRDE na abertura da mostra coletiva “Revolução”. As obras preencheram o Espaço em uma diversidade de cores e acolheram amigos e apreciadores de arte.
O nome dado a mostra é o resumo do que Rosemary de Souza e André Bittencourt viveram ao se encontrar. A palavra “Revolução” não carrega apenas este significado, “Revolução” é sobretudo uma palavra que remete a mudança, reviravolta, história, e é o que o artista André Bittencourt que já atua no meio há quase 20 anos, retrata em suas obras.
Ícones do pop que de alguma maneira revolucionaram, como Marilyn Monroe, por exemplo, além de mensagens de protesto, de bondade, virtude e também de amor. Essas ideias estão não só nas telas por meio da pintura mas também na aplicação do grafite. “Mostrar um novo estilo de trabalho, ora utilizando formas geométricas e figurativas, ora utilizando latas de spray na composição das telas, buscando sempre expressar meus sentimentos e transmitir mensagens positivas através da arte é o que me impulsiona e anima”, conta.
André e Rosemary conheceram-se em uma feira de arte na praia da Daniela, ela, que pratica a fotografia há aproximadamente 28 anos, passou a registrar as produções do artista e namorado como um hobby. A partir desses registros fotográficos, surgiu a ideia da junção dos bastidores das criações ao conjunto de obras agora em exposição no Espaço Cultural.
O grafiteiro além ser formado em publicidade e propaganda leva no currículo a experiência obtida por meio do ensino do grafite em comunidades carentes, assim como ela, formada em arquitetura e design, também participa das ações junto de André.
A exposição fica aberta ao público até o dia 28 de setembro das 9h às 19h de segunda a sexta, e a visitação é gratuita.