BRDE

Além das linhas de crédito para indústrias e agronegócio o BRDE apoia o setor de comércio e serviço, com destaque para os financiamentos na área de educação. Nos últimos anos, as operações do Banco com o setor educacional cresceram significativamente.
O Banco oferece crédito para construção, reforma e ampliação de instituições particulares de ensino de diversos portes, através da linha BNDES Automático, com taxa de juros a partir de TJLP + 6% a.a e prazo de até 10 anos.
No Paraná, de 2011 a 2016, as operações do BRDE com estabelecimentos de ensino somaram R$ 45,4 milhões. Mais R$ 26 milhões estão em fase de contratação. Estão em análise projetos no valor de R$ 28 milhões.
O BNDES Automático, a linha mais usada para financiamentos de empreendimentos no setor de educação, oferece crédito para investimentos para implantação, ampliação, recuperação e modernização e tem condições variáveis de acordo com o porte ou atividade econômica da empresa.
Consulte as condições de financiamento para estabelecimentos de ensino no site do BRDE: www.brde.com.br ou ligue para a Agência Paraná: (41) 3219-8150.

O BRDE foi um dos apoiadores do Congresso Internacional de Biomassa, realizado em junho no Parque das Indústrias da FIEP. O evento discutiu o atual cenário da matriz energética nacional e temas ligados à geração de energia a partir da biomassa no Brasil e no mundo.
Em meio a um cenário de busca por novas e eficazes tecnologias para geração de energia limpa, que possam atender a crescente demanda de consumo, pesquisadores e empresas inovadoras puderam debater boas técnicas de produção de energia a partir de biomassa originárias da silvicultura, cana-de-açúcar e outras fontes.
O BRDE apresentou o programa BRDE PCS – Produção e Consumo Sustentáveis, lançado justamente para fomentar as ações ambientalmente sustentáveis por parte das empresas clientes. Dentro do BRDE PCS estão linhas para financiamento de projetos de produção de energia com utilização de biomassa e outras fontes renováveis.
“É extremamente gratificante verificar a evolução do tema no estado do Paraná e na Região Sul, recebendo um Congresso desta magnitude e profundidade”, explica o analista de projetos do BRDE Ronaldo Ribas da Silva, que apresentou o Programa PCS.
Também foi apresentado pelo Banco a Linha ABC (Agricultura de Baixo Carbono) do Plano Safra 2016/2017, que financia implantação de florestas comerciais, sistemas de integração floresta, pecuária, agricultura e diversos outros investimentos para agricultura sustentável com taxas de 8% ao ano para médios produtores rurais (Pronamp) e 8,5% ao ano para os demais, com prazo de até 15 anos.
Para mais informações sobre o programa BRDE PCS ou a Linha ABC, acesse www.brde.com ou envie e-mail para brdepr@brde.com.br.