Santa Clara inaugura indústria de laticínios em Casca, com financiamento do BRDE - BRDE - Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul

NOTÍCIAS BRDE

Santa Clara inaugura indústria de laticínios em Casca, com financiamento do BRDE

Por: Imprensa - RS

A Cooperativa Santa Clara inaugurou sua nova planta industrial de laticínios no município de Casca, no Noroeste gaúcho, na tarde de sexta-feira (12/07). De um investimento total de R$ 130 milhões, R$ 101 milhões foram financiados pelo BRDE. Nas instalações de 22 mil m2, teve início a produção de 300 mil litros de leite por dia e a previsão é de chegar a 600 mil litros até 2021. Ao todo, 150 funcionários e terceirizados já estão trabalhando na industrialização de leite UHT integral, desnatado, semidesnatado e zero lactose, com perspectiva de futura ampliação para outros produtos derivados.

Com a presença do governador Eduardo Leite, o evento de inauguração reuniu cerca de 1.000 pessoas nas novas instalações localizadas na Estrada RS-129 s/nº, km 165, entre autoridades, associados e funcionários da Cooperativa. O BRDE foi representado por seu vice-presidente, diretor de Planejamento e Financeiro, Luiz Corrêa Noronha.

O presidente da Santa Clara, Rogerio Bruno Sauthier, agradeceu a todos, especialmente aos associados. “Me sinto privilegiado, me sinto um grão de pó ao representar os nossos 5.500 associados, os quase 2.200 funcionários, em uma solenidade dessas”, afirmou.

O diretor Administrativo e Financeiro da Cooperativa, Alexandre Guerra, explicou que a inauguração foi resultado de minucioso planejamento. “Já temos 100 anos de história e investimos pensando nos próximos 100”, disse. Segundo Guerra, a fábrica foi instalada em Casca por uma questão estratégica: a região concentra a maior parte da produção láctea do Estado e oferece boas condições de escoamento.

O secretário estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella; o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho; e do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior, acompanharam a agenda do governador no município. Estavam presentes prefeitos e vice-prefeitos da região, parlamentares, lideranças do cooperativismo, produtores e funcionários da Santa Clara.

Após os pronunciamentos, o governador e o presidente da Santa Clara descerraram a placa alusiva à inauguração e o padre Luiz Signori conduziu uma oração coletiva, abençoando a unidade e seus funcionários. Um brinde com Leite Santa Clara encerrou a solenidade, que foi seguida de visita técnica às instalações da nova indústria.

Pelo BRDE, também participaram do evento em Casca o gerente da GEOPE Rural, Fabiano Casiraghi; Augusto Platonow de Barros, da GEOPE Industrial II; Alexandre Platonow de Barros, gerente para a região do Planalto; e os assessores Paulo Roberto da Silva e Sylvia Bojunga.

Sobre a Santa Clara

Atualmente, a Santa Clara conta com outras duas plantas de processamento de leite no Rio Grande do Sul, uma em Carlos Barbosa, que compreende indústria de leite UHT, leites pasteurizados e derivados, e outra em Getúlio Vargas, apenas para derivados. Em 2018, foram recebidos pela Cooperativa 285 milhões de litros de leite de seus 3.300 produtores em atividade em 136 municípios gaúchos.

Além de laticínios, a Cooperativa atua nos ramos de frigorífico suíno, fábrica de rações, cozinha industrial e varejo, com 11 supermercados, 15 mercados agropecuários e uma farmácia. São 5.500 famílias associadas, 2.150 funcionários e um mix de 350 produtos entre leite e derivados, embutidos e cortes suínos, doces e sucos de frutas.

Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini



VOLTAR