NOTÍCIAS BRDE

BID e BRDE formatam programa de eficiência energética para a região Sul

Por: Imprensa - RS

Representantes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) reuniram-se na segunda e terça-feira (21 e 22/5), na sede do BRDE, em Porto Alegre, para workshop de estruturação de um programa de estímulo a projetos de eficiência energética. A ação envolve a Superintendência de Planejamento e Sustentabilidade (SUPLA), a Coordenação de Responsabilidade Socioambiental (CRESA) e as equipes das Agências do BRDE do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Pelo BID, participaram dos encontros o executivo Luis Rodrigo Chaparro, os consultores Paulo Miotto, Fernanda Sant’Anna e a assessora Tatiana. A ABNT foi representada por Renata Rocha e a empresa Winexam por Henrique Fernandez. Pelo BRDE, estiveram presentes Luciano Feltrin, superintendente de Planejamento e Sustentabilidade; Eduardo Grijó, coordenador de Responsabilidade Socioambiental; Aline Mota, gerente de Operações Adjunta da AGPOA; Felipe Couto, gerente de Planejamento da AGFLO; Lisiane Astarita, gerente de Planejamento da AGCUR; e Fernando Gavronski, analista da DIGER. Os colegas de Santa Catarina e do Paraná participaram por videoconferência.

Eficiência energética assegurada

“A proposta inovadora traz a ideia de um seguro de performance, vinculado à certificação de fornecedores e à verificação de desempenho dos equipamentos, por parte da ABNT. O objetivo é reduzir a insegurança dos empreendedores no momento de investir em novos equipamentos mais eficientes quanto ao consumo de energia”, esclarece o superintendente de Planejamento e Sustentabilidade, Luciano Feltrin.

Desde 2017, o BRDE vem colaborando com o BID na estruturação desse programa, com a coordenação de Eduardo Grijó e a participação de Aline Mota e Fernando Gavronski. Um acordo de cooperação técnica nesse sentido foi firmado entre as duas instituições.

“O BID já desenvolve o Programa de Financiamento à Eficiência Energética Assegurada em outros países, como o México e El Salvador, por exemplo. Além de reforçar os conceitos de eficiência energética, a proposta é fornecer, por meio do seguro, uma garantia ao empreendedor quanto à adequada operação dos equipamentos financiados”, informa o coordenador Eduardo Grijó. Segundo ele, a expectativa é de que o programa seja lançado no segundo semestre deste ano, com boa perspectiva de direcionamento a projetos que se enquadram nas diretrizes do Programa BRDE PCS – Produção e Consumo Sustentáveis.



VOLTAR